após encontro com coreia do sul

Coreia do Norte aceita suspender seu programa nuclear para dialogar com os EUA

O governo norte-coreano estaria disposto a se "desnuclearizar" caso receba garantias de que o país não sofrerá um ataque militar e que o atual regime será respeitado

10:15 · 06.03.2018 / atualizado às 10:31 por FolhaPress
Coreia do Norte aceita suspender seu programa nuclear para dialogar com os EUA
Caso a declaração seja confirmada, será a primeira vez que Kim Jong-un sinaliza a possibilidade de abrir mão de seu programa nuclear ( Foto: AFP / KCNA VIA KNS )

O ditador norte-coreano Kim Jong-un disse a diplomatas da Coreia do Sul que está disposto a iniciar um diálogo com os Estados Unidos sobre o fim de seu programa nuclear e que aceita suspender os testes de mísseis durante as negociações.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (6) por Chung Eui-yong, chefe da delegação sul-coreana que se encontrou na segunda (5) com Kim em Pyongyang.

Segundo ele, o governo norte-coreano teria dito que não há necessidade de manter seu programa nuclear caso receba garantias internacionais de que o país não sofrerá um ataque militar e que o atual regime será respeitado.

"A Coreia do Norte afirmou claramente que está disposta a se desnuclearizar" disse o sul-coreano em nota. [O regime norte-coreano] Deixou claro que não tem razão para manter armas nucleares se a ameaça militar ao Norte foi eliminada e forem dadas garantias de segurança".

Caso a declaração seja confirmada por Pyongyang, será a primeira vez desde que Kim chegou ao poder em 2011 que ele sinaliza a possibilidade de abrir mão de seu programa nuclear.

Chung afirmou ainda que o ditador norte-coreano aceitou se encontrar com o presidente sul-coreano Moon Jae-in. A reunião deverá acontecer no fim de abril na fronteira entre os dois países.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.