Ataque nos EUA

Atirador do Texas pretendia cometer suicídio, mas não teve coragem

Dez pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas no ataque a tiros em uma escola na cidade de Santa Fé. O atirador, um adolescente de 17 anos, teria usado as armas do pai no ataque

Dimitrios Pagourtzis é o suspeito de cometer o ataque a tiros em uma escola na cidade de Santa Fe ( Foto: Off / Social Networks / AFP )
17:48 · 18.05.2018 / atualizado às 17:49 por Estadão Conteúdo
O ataque deixou dez pessoas mortas ( Foto: Daniel KRAMER / AFP )

O governador do Texas, Greg Abbott, afirmou que 10 pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas no ataque a tiros em uma escola na cidade de Santa Fé nesta sexta-feira (18). Ele acrescentou que o atirador usou uma espingarda e um revólver calibre 38 do pai, que possui as armas legalmente. De acordo com o governador, o suspeito pretendia cometer suicídio depois do ataque, mas se entregou as autoridades porque não teve coragem de tirar a própria vida. 

Ainda não está claro se o pai do suspeito, de 17 anos, sabia que jovem tinha pegado as armas. Abbott acrescentou que dispositivos explosivos, incluindo um coquetel molotov, foram encontrados na casa e no veículo do estudante, assim como dentro da escola e em seus arredores.

O governador disse, ainda, que outras pessoas possivelmente relacionadas com o ataque são ouvidas pelas autoridades. 

Fonte: Associated Press

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.