Havaí

Novas fendas soltam lava perto de vulcão

O Kilauea entrou em erupção na última quinta; o vulcão é um dos mais ativos do mundo e um dos cinco da Grande Ilha, a maior do arquipélago no Pacífico ( Foto: AFP )
00:00 · 07.05.2018

Leilani Estates. A erupção do vulcão Kilauea, o mais ativo do Havaí, continuava ontem, com o surgimento de novas fendas, das quais saem lava e gases tóxicos que provocaram milhares de evacuações de residentes.

De acordo com o Observatório Vulcanológico do Havaí divulgado ontem, contabilizaram-se oito rachaduras, a última delas aberta na noite de sábado.

Todas ficam na localidade de Leilani Estates, cujos 1.700 habitantes receberam uma ordem de evacuação obrigatória na última quinta-feira, bem como os de Lanipuna Gardens.

O observatório, ligado ao serviço americano de geologia e sismologia (USGS), indicou que foram detectadas novas fendas no solo na manhã de ontem, mas que nenhuma deixa escapar calor ou vapor. Apesar de várias delas continuarem emitindo jatos de lava, às vezes de até 70 metros de altura, outras pararam. Mas dióxido de enxofre, gás que deixa a qualidade do ar "extremamente perigosa", continuava escapando do solo em alguns lugares. A defesa civil do arquipélago informou que cinco casas haviam sido destruídas. Também advertiu que a erupção estava aumentando e deve continuar, destacando a imprevisibilidade do fenômeno natural.

Em 48 horas, especialistas registraram 152 tremores de magnitudes 2 e 3 localizados a menos de 5 km da cratera, e 22 terremotos de magnitude 3.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.