PRÓXIMO AO PARLAMENTO

Motorista atropela multidão no RU

Nenhum dos feridos no incidente próximo ao Parlamento corre risco de morte, segundo a Polícia ( FOTO: AFP )
00:00 · 15.08.2018

Londres. Um homem atropelou vários ciclistas e pedestres diante do Parlamento em Londres e, depois, avançou contra a barreira de segurança do edifício, em um caso que a Polícia investiga como um "ato terrorista". O homem tem entre 25 e 30 anos e é suspeito de "crimes de terrorismo", informou a Scotland Yard. O ataque deixou pelo menos três feridos.

Às 7h37 (3h37 em Fortaleza), um automóvel Ford Fiesta de cor prata atropelou ciclistas e pedestres antes de bater na barreira de segurança do Parlamento. O motorista, único ocupante do veículo, foi detido na hora, de acordo com a Scotland Yard, que não encontrou nenhuma arma na área do ataque.

Diversas viaturas da polícia e ambulâncias foram enviadas às proximidades do Parlamento, assim como o esquadrão antibombas e cães farejadores. Toda a área do incidente era sobrevoada por um helicóptero e foi isolada pelas forças de segurança.

"Parecia um ato deliberado", disse Ewalina Ochab, que passava pela área no momento do incidente. "Eu estava caminhando do outro lado. Ouvi um barulho, e alguém gritou. Eu virei e vi um carro prata em alta velocidade e muito perto das barreiras, talvez sobre a calçada".

O presidente americano, Donald Trump, pediu uma ação forte contra os "animais" suspeitos do ataque em Londres. "Outro ataque terrorista em Londres ... Esses animais são loucos e devem ser tratados com força e firmeza", tuitou Trump.

O Reino Unido foi cenário em 2017 de uma onda de atentados, quatro deles reivindicados pelo extremista Estado Islâmico, que deixaram 36 mortos e 200 feridos. Um dos ataques aconteceu em março na Ponte de Westminster, que leva ao Parlamento.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.