Pela 1ª vez

Missão da OEA chega ao Brasil para ver eleições

00:00 · 23.08.2018

Washington/Brasília. Pela primeira vez as eleições brasileiras serão acompanhadas por uma missão da OEA (Organização dos Estados Americanos). A chefe da missão, Laura Chincilla, foi recebida, ontem, pelo presidente Michel Temer no Palácio do Planalto.

Laura, que é ex-presidente da Costa Rica, está em Brasília para preparar o trabalho de acompanhamento das eleições. Ela se reunirá esta semana com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, e com o vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques.

A chefe da missão esteve à frente de outras atividades de observação da OEA em eleições recentes como nos Estados Unidos (2016), no México (2015) e no Paraguai (2018).

Ela presidiu a Costa Rica entre 2010 e 2014, depois de ter sido vice-presidente e ministra da Justiça no governo de Óscar Arias, de 2006 a 2010.

Ao fim do encontro com Temer, ela disse que foi ao Planalto para agradecer pelo convite feito pelo governo brasileiro para que o processo de eleição seja acompanhado pelo órgão.

"A OEA tem quase 50 anos de observação das eleições em todo o hemisfério. Que basicamente consiste na integração de grupos de trabalho formados por experts em temas distintos como tecnologias e eleições, participação de mulheres, financiamento político e sistema eleitoral".

Ela evitou detalhar a missão nem opinou sobre a situação do ex-presidente brasileiro.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.