Catalunha

Madri quer forçar eleição em janeiro

00:00 · 21.10.2017
a
Em Pineda del Mar, a 60 km de Barcelona, manifestantes pedem a independência da região; neste sábado (21), haverá novo protesto na capital catalã ( FOTO: AFP )

Madri. O governo espanhol e sua principal oposição, o PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol), chegaram a um acordo para forçar eleições antecipadas na Catalunha em janeiro de 2018. Caso de fato implementada, essa seria uma das medidas do Artigo 155 da Constituição, acionado para conter o projeto separatista catalão.

A ideia será discutida no sábado (21), ao lado de outras, em uma reunião extraordinária do conselho de ministros.

Ela precisa ser aprovada pela maioria absoluta do Senado, em uma reunião por ora prevista para o dia 27 de outubro. O governo tem essa maioria.

O anúncio da medida deve agravar ainda mais a crise territorial espanhola, a mais grave desde a redemocratização nos anos 1970. O governo catalão não aceitará antecipar as eleições.

O líder da Esquerda Republicana, Oriol Junqueras, um dos separatistas mais influentes, disse que "não é a melhor maneira de avançar". Caso não sejam antecipadas, as eleições regionais catalãs serão realizadas apenas nos últimos meses de 2019.

Há negociação entre o governo e o PSOE para incluir entre as medidas, além das eleições antecipadas, intervenções pontuais na autonomia catalã. Por exemplo, assumir o comando temporário da polícia catalã.

Na avaliação de Madri, essa força policial -conhecida como Mossos d'Esquadra- não cumpriu as ordens do governo central de impedir a consulta separatista catalã.

Contexto

A Catalunha realizou um plebiscito separatista em 1º de outubro, no qual 90% dos votos pediam a independência. Só participaram da consulta 43% do eleitorado. O governo de Madri considera ilegal o plebiscito.

Mas, ignorando os avisos de Madri e da União Europeia, o presidente Puigdemont foi ao Parlamento regional no dia 10 e declarou a independência. Forças separatistas já convocaram mobilizações. Haverá um protesto em Barcelona no sábado (21).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.