Com água líquida

Lago é descoberto em polo de Marte

00:00 · 26.07.2018 / atualizado às 09:05
Marte
Graças ao uso de instrumentos de radar da sonda Mars Express da Agência Espacial Europeia, pesquisadores italianos chegaram a essa descoberta ( FOTO: AFP )

Roma. Um enorme lago subterrâneo foi detectado em Marte pela primeira vez, o que aumenta a possibilidade de que haja mais água e, talvez, vida no Planeta Vermelho, disseram astrônomos internacionais ontem.

Localizado debaixo de uma camada de gelo marciano, o lago é amplo, com cerca de 20 quilômetros de largura, afirma o estudo publicado na revista americana "Science" e dirigido por pesquisadores italianos. Este é o maior corpo de água líquida já encontrado no Planeta Vermelho. "A água está lá. E não temos dúvidas", disse, em uma coletiva de imprensa, o coautor Enrico Flamini, diretor da missão espacial Mars Express, da Agência Espacial Italiana (ASI).

Marte é agora frio, árido e deserto, mas costumava ser quente e úmido e abrigava uma grande quantidade de água líquida e lagos há pelo menos 3,6 bilhões de anos.

 

Condições para vida

Os cientistas estão ansiosos para encontrar sinais de água atual, porque tais descobertas são essenciais para resolver o mistério de se existiu vida em Marte em seu passado remoto e se esta poderia persistir hoje em dia. "Este é um resultado surpreendente que sugere que a água em Marte não é um riacho temporário, como revelado em descobertas anteriores, mas um corpo de água persistente que cria condições para a vida durante longos períodos de tempo", disse Alan Duffy, professor da Universidade de Swinburne na Austrália, que não participou do estudo.

Ter a possibilidade de acessar fontes de água também poderia ajudar os seres humanos a sobreviverem em uma futura missão tripulada a este planeta vizinho da Terra. Há um debate sobre se há ali dentro formas de vida microbianas. Alguns especialistas são céticos a respeito dessa possibilidade devido a que o lago é frio e salobre, e contém uma forte dose de sais e minerais marcianos dissolvidos.

A temperatura é provavelmente inferior ao ponto de congelamento da água pura, mas o lago pode permanecer em estado líquido devido à presença de magnésio, cálcio e sódio.

A descoberta foi feita usando instrumentos de radar da sonda Mars Express da Agência Espacial Europeia, lançada em 2003.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.