Em Moscou

Irã volta a pedir garantias para manter acordo nuclear

Mohamad Zarif, chanceler iraniano, negocia interesses de Teerã com França, Alemanha e Inglaterra ( Foto: AFP )
00:00 · 15.05.2018

Moscou/Teerã. O ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohamad Zarif, pediu mais uma vez, em Moscou, "garantias" de que os países que assinaram o acordo nuclear defenderão "os interesses de Teerã", depois que os EUA decidiram deixar o pacto na semana passada.

Nesta segunda etapa de sua viagem, Zarif se reuniu, em Moscou, com seu homólogo russo, Serguei Lavrov. No fim de semana, foi a Pequim para consultas e, hoje, chega a Bruxelas, onde se reúne com seus homólogos francês, alemão e britânico.

"O objetivo final de todos esses encontros é obter garantias de que os interesses do povo iraniano, assegurados pelo acordo, serão defendidos", disse Zarif antes do encontro com Lavrov.

Ao fim da reunião, Zarif destacou uma "excelente cooperação" entre Rússia e Irã e indicou que Lavrov lhe prometeu "defender e se ater ao acordo".

Rússia e europeus

A retirada dos EUA do acordo nuclear originou uma aproximação entre Moscou e os europeus, algo incomum no contexto de tensões dos últimos anos, estimulado pela guerra na Síria e na Ucrânia. Vladimir Putin conversou com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Já o chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, se reuniu com seus homólogos dos países europeus signatários do acordo nuclear do Irã para lhes pedir que mantenham sua "cooperação forte" com Washington. Trump decidiu unilateralmente abandonar o acordo na semana passada, apesar de as negociações entre Washington e Europa estarem avançadas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.