Após seca

Inundação atinge África Oriental

Em comunidades ao longo do Rio Tana, o mais extenso do Quênia, cerca de 64 mil moradores tiveram de abandonar suas moradias devido às enchentes ( Foto: AFP )
00:00 · 05.05.2018

Nairóbi. Recebidas como uma bênção depois de um longo período de seca, as chuvas torrenciais que caíram nas últimas semanas na África Oriental acabaram se transformando em pesadelo, deixando centenas de mortos e milhares de desabrigados.

No Quênia, 120 pessoas morreram em dois meses, perto de Nairóbi. As inundações destruíram pontes e casas. Fortes chuvas também foram registradas na Somália, igualmente atingida por uma severa seca. É grande o temor pelo aparecimento de doenças. Em Ruanda, 116 pessoas morreram, e 207 ficaram feridas nas enchentes e deslizamentos de terra desde janeiro.

Chuvas torrenciais também atingiram a Tanzânia, matando 14 pessoas em abril, assim como Uganda, onde as enchentes destruíram casas e mataram pelo menos três pessoas.

As autoridades alertaram que as chuvas vão continuar.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.