Após eleições

Hezbollah ganha força no Líbano

00:00 · 09.05.2018

Beirute. O movimento xiita libanês Hezbollah saiu politicamente fortalecido das eleições legislativas de domingo e, agora, parece capaz de se permitir uma quase imunidade para seu polêmico arsenal militar.

Os resultados podem propiciar uma "esmagadora maioria" para benefício do partido xiita, comprometido militarmente nesses últimos anos com o regime de Bashar al-Assad na vizinha Síria. A "vitória" do Hezbollah permite ao movimento xiita "impor melhores condições" como parte do compromisso libanês, "de consolidar seu papel e seu arsenal, não apenas no Líbano, como na região", disse a diretora do Centro de Oriente Médio da Carnegie, Maha Yahya.

Tido como "grupo terrorista" pelos EUA, o movimento apoiado por Teerã, única facção que não depôs as armas após a guerra civil (1975-1990)- aumentou sua influência regional ao longo dos anos. Implantado no Iraque e acusado de apoiar os rebeldes no Iêmen, o regime de Assad multiplicou suas vitórias na Síria frente aos rebeldes a aos extremistas, graças ao Hezbollah.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.