cavaleiros

Chefe da Ordem de Malta é eleito 'grão-mestre'

00:00 · 03.05.2018
Giacomo Dalla Torre
Giacomo Dalla Torre é 80º grão-mestre da Ordem de Malta, uma organização humanitária da Igreja Católica ( Foto: AFP )

Roma. O chefe interino da Ordem de Malta, Giacomo Dalla Torre del Tempio di Sanguinetto, foi eleito ontem "grão-mestre" pelo resto da vida. Seu antecessor renunciou ao cargo em 2017 após uma crise interna.

Aos 73 anos, este nobre italiano dirige a Ordem de Malta desde abril de 2017, depois de ser escolhido por um ano com o objetivo de adotar uma reforma apoiada pelo papa Francisco, embora até agora não tenha ocorrido. Fra' Giacomo, especialista em História da Arte medieval, professor de Grego Antigo, se tornou o 80º "grã-mestre" nos 9 séculos de existência da Ordem.

A eleição aconteceu em Villa Magistral, na colina de Aventino, em Roma, que pertence à Ordem soberana de Malta desde o fim do século XIV, e goza do direito de extraterritorialidade.

Votaram 57 eleitores, entre eles duas mulheres, presidentes de associações nacionais, pela primeira vez na história da Ordem. Esta organização, fundada em Jerusalém e reconhecida pelo papa em 1113, é uma ordem católica, uma poderosa estrutura de caridade e é reconhecida pelas nações como um sujeito do direito internacional. Conta hoje com 13.500 cavalheiros.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.