Da monarquia britânica

Casamento de Harry é celebrado como 'triunfo'

Agora duque e duquesa de Sussex, casal celebra o "sim" com a pompa da realeza e toque da cultura afro-americana

O príncipe e sua mulher, Meghan Markle, começaram a sua nova vida após um casamento espetacular e inovador em Windsor no sábado (19) ( Foto: AFP )
00:00 · 21.05.2018

Windsor. O príncipe Harry e Meghan Markle começaram a sua nova vida após um casamento espetacular e inovador em Windsor no sábado (19), mas, com algumas obrigações reais na agenda, a lua de mel terá que esperar.

Os novos duque e duquesa de Sussex terão amanhã o seu primeiro compromisso oficial ao se juntarem ao príncipe Charles nos jardins do Palácio de Buckingham para um evento dedicado a obras de caridade.

Cerimônia

O príncipe e a ex-atriz americana deram o esperado "sim" na Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, durante uma cerimônia que reuniu o esplendor da monarquia britânica com contribuições da cultura afro-americana, o que foi celebrado pela imprensa como um "triunfo".

Meghan, de 36 anos e que já havia se divorciado, se tornou o primeiro membro da família real britânica com um pai branco e uma mãe negra, ao se casar com o filho mais novo, de 33 anos, da princesa Diana.

O casal foi aclamado por mais de 100 mil pessoas, muitas delas turistas estrangeiros, que se deslocaram até Windsor, localizada a 30 quilômetros de Londres.

À noite, Harry e Meghan se encontraram com 200 amigos e familiares para uma recepção organizada pelo príncipe Charles na mansão Frogmore House, perto do castelo.

Harry levou sua esposa em um Jaguar E-Tyoe conversível cuja placa é E190518, a data do casamento. Meghan, usando um vestido de crepe de seda de Stella McCartney, fez um discurso que fugiu da tradição. Entre os famosos presentes, destaque para o ator George Clooney e a tenista Serena Williams.

Impacto

A imprensa britânica foi só elogios. "Sob um resplandecente sol de maio, o casamento do novo duque e da duquesa de Sussex foi o reflexo de sua personalidade: um casal relaxado, agradável, glamouroso e adorável. Foi um triunfo", escreveu o Sunday Telegraph. "A noiva estava sublime", acrescentou o jornal conservador, antes de afirmar que a "Disney não poderia ter criado uma princesa melhor".

"O melhor de todos os casamentos reais", se atreveu o jornal Sun on Sunday, para o qual esta união supõe uma "mudança histórica" para a monarquia.

Em um editorial menos entusiasmado, o jornal The Guardian preferiu não exagerar no possível impacto deste casamento. Embora moderno em comparação com seus pais, Harry e Meghan não são nada revolucionários. Disse que a noiva "abandonou" a sua carreira e que o príncipe Harry "não demonstrou que desejava ter uma. Como todos os casamentos, há um sentimento de renovação e de otimismo". Mas amanhã, o Brexit continuará aqui", destacou o Guardian.

Redes sociais

Os internautas publicaram mais de seis milhões de tuítes durante o casamento de Harry e Meghan, muito mais que o número de mensagens inspiradas pela união de William com Catherine em 2011, afirmou a empresa Visibrain, especializada em medições de redes sociais.

Entre sexta-feira (18), às 22h GMT (19h de Brasília) e sábado (19), às 23h GMT (20h de Brasília), foram publicados 6.604.498 comentários no mundo inteiro sobre este casamento. Um total de 5,2 milhões de hashtags #RoyalWedding foram usadas.

Nesta mesma faixa de horário em 29 de abril de 2011, dia do casamento do irmão mais velho de Harry, os internautas publicaram 1.821.669 tuítes, comparou a empresa. A mensagem de @LucySempey teve 105 mil retuítes. Nela, está uma foto de Meghan Markle quando adolescente posando em frente ao Palácio de Buckingham, ao lado de uma imagem dela, vestida de noiva, em sua cerimônia real.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.