Somália

Carro-bomba deixa três mortos

00:00 · 03.09.2018
Image-0-Artigo-2448001-1
Soldado somali chega ao local onde houve a explosão suicida do carro-bomba, que matou três pessoas e deixou diversos feridos, na capital Mogadíscio ( FOTO: AFP )

Mogadíscio. Ao menos três pessoas morreram, ontem, em Mogadíscio em um atentado suicida com carro-bomba reivindicado pelos islamitas radicais shebab, informou o porta-voz do governo da capital da Somália, Salah Hassan Omar.

Um veículo avançou contra um prédio administrativo do distrito de Hawlwadag, no centro da cidade. A explosão matou três seguranças que protegiam a entrada principal do edifício e deixou oito feridos, de acordo com o porta-voz.

"A explosão foi muito potente. Afetou vários edifícios vizinhos, incluindo uma escola religiosa e uma mesquita" afirmou Hassan Omar.

"Entre os feridos estão alunos da escola corânica", disse uma testemunha. Os rebeldes shebab, ligados à Al-Qaeda, confirmaram que a sede administrativa era o alvo do ataque.

O grupo Al Shabab luta contra o governo federal, que é apoiado pela comunidade internacional e por 20 mil militares da força da União Africana na Somália. Os insurgentes islamitas foram expulsos de Mogadíscio em 2011 e perderam a maioria de seus redutos, mas ainda controlam zonas rurais, a partir de onde organizam atentados.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.