PAÍSES LUSÓFONOS

Cabo Verde passa a comandar CPLP

00:00 · 19.07.2018
Image-0-Artigo-2428432-1
Michel Temer foi um dos presidentes que assinou a Declaração de Santa Maria, na Ilha do Sol ( Foto: Ag. Brasil )

Santa Maria. O presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos de Almeida Fonseca, assumiu, ontem, o comando da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), antes sob mandato do presidente do Brasil, Michel Temer. O mandato cobrirá o período de 2018 a 2020.

As metas para o próximo período da CPLP e os trabalhos concluídos estão sintetizados na Declaração de Santa Maria, com 21 páginas, assinada pelo presidente Michel Temer e pelos demais presidentes dos demais países-membros da comunidade, na Ilha do Sol, em Cabo Verde.

Em breve entrevista a jornalistas, após a reunião da CPLP, Temer disse que a reunião representou uma oportunidade de troca de experiências entre chefes de governo e de Estado sobre a integração entre os países da comunidade. "O que se verificou foi o tratamento de temas que interessam ao Brasil e aos países integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, especialmente nesse período em que nós fizemos uma integração da Organização das Nações Unidas (ONU) com a CPLP, quando colocamos a agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável", disse Temer.

Criada em 1996, a CPLP é integrada por nove países: Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Presos

Temer se encontrou, ontem, com as famílias dos velejadores brasileiros presos em Cabo Verde, acusados de tráfico de drogas. No breve encontro, as famílias agradeceram Temer por abordar o assunto com o presidente de Cabo Verde, Jorge Fonseca. Na conversa, o pai de um dos presos pediu que a justiça seja feita para que eles possam levar os filhos para casa.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.