assédio

Ariana Grande é assediada por pastor durante funeral de Aretha Franklin

Ariana Grande foi uma das que prestou homenagem a Aretha no funeral, mas, após cantar, ela foi apalpada por um pastor, o que gerou revolta nos fãs.

21:51 · 31.08.2018 / atualizado às 22:00 por Estadão Conteúdo
Ariana Grande
durante o funeral da cantora Aretha Franklin, Ariana Grande e o pastor Charles Ellis III ( AFP )
Nesta sexta-feira, 31, ocorreu em Detroit, o funeral da cantora Aretha Franklin, que morreu no dia 16 de agosto em decorrência de um câncer de pâncreas. Ariana Grande foi uma das que prestou homenagem a Aretha no evento, mas, após cantar, ela foi apalpada por um pastor, o que gerou revolta nos fãs.
 
Ariana cantou Natural Woman e depois foi para a frente do caixão onde o pastor Charles Ellis III comentou sua apresentação. O pastor logo segura na cintura de Ariana, que fica com uma expressão desconfortável. Rapidamente, ele vai subindo a mão até a lateral dos seios da cantora e os apalpa.
 
Não demorou para que imagens do momento tomassem as redes sociais, e muitos fãs da cantora e internautas em geral mostraram revolta com o assédio sexual.
 
"Ele é um pastor, em uma igreja, durante um funeral, com uma celebridade. Agora imaginem quando ele está falando com uma mulher de forma privada, dando conselhos e ajuda", comentou uma internauta americana.
 
Rapidamente, a hashtag #RespectAriana foi parar nos tópicos mais comentados do Twitter. Até o momento, a cantora não se pronunciou sobre o caso.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.