Valentia

A piloto que pousou avião após falha vira heroína

00:00 · 19.04.2018

Nova York. Tammie Jo Shults, a piloto do avião da Southwest Airlines cuja falha na turbina em pleno voo matou uma passageira de 43 anos, virou heroína por seus nervos de aço e um pouso de emergência perfeito na Filadélfia, salvando outras 148 pessoas a bordo.

Shults foi identificada como a piloto do voo 1380 da Southwest que na terça se dirigia de Nova York a Dallas quando a turbina esquerda do avião 737 explodiu em pleno voo, cerca de 30 minutos após a decolagem.

A piloto de 56 anos, residente do Texas e mãe de dois filhos, foi uma das primeiras mulheres a pilotar caças na Marinha americana nos anos 1980, e também uma das primeiras a pilotar o caça F-18 Hornet. El a manteve a calma em uma conversa com o operador da torre de controle da Filadélfia, minutos antes da aterrissagem de emergência.

"A piloto Tammy Jo foi incrível! Nos fez aterrissar sãos e salvos na Filadélfia", declarou a passageira Amanda Bourman, que viajava com o marido.

"Esta é uma verdadeira heroína americana", comentou outra passageira, Diana McBride, no Facebook, que elogiou "o conhecimento e valentia" da piloto.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.