recorde

112 anos: japonês lidera longevidade

Masazo Nonaka, de 112 anos, citou como seus segredos de longevidade os banhos em águas termais, leitura diária de jornais e também a paixão por doces ( Foto: AFP )
00:00 · 11.04.2018

Tóquio. O novo homem mais longevo do mundo é um japonês de 112 anos, Masazo Nonaka, anunciou ontem o "Livro Guinness dos Recordes Mundiais".

A família de Nonaka revelou os segredos de sua longevidade: seu fraco por doces e os longos banhos em águas termais.

Nascido em 25 de julho de 1905, ele recebeu um certificado oficial em sua residência de Hokkaido, a grande ilha japonesa do norte do país.

Ele sucede um espanhol, Francisco Núñez Olivera, falecido em fevereiro aos 113 anos.

O japonês centenário vive com sua família, que gerencia um "ryokan", um albergue tradicional onde os visitantes podem descansar em "onsen" (banhos termais). "Ele se move numa cadeira de rodas, mas está em boa forma", conta Yuko Nonaka, sua neta. "Ele adora comer todos os tipos de doces, japoneses ou ocidentais. Lê jornais todos os dias e usa muito os onsen".

Ele tem sete irmãos e uma irmã que vivem perto de sua casa. Casado em 1931, teve cinco filhos. O "Guinness dos Recordes" também está pesquisando para identificar a mulher mais idosa do mundo, um título sem dona desde a morte da jamaicana Violet Brown, de 117 anos, em julho do ano passado.

O Japão, conhecido pela longa expectativa de vida de seus habitantes, pode ser considerado o país que possui os homens mais longevos do mundo, incluindo Jiroemon Kimura, falecido em junho de 2013 com 116 anos, e Sakari Momoi, que morreu em julho de 2015, com 112 anos.

No ano passado, havia cerca de 68.000 centenários registrados no Japão, segundo estatísticas oficiais.

O recorde de longevidade que pode ser provado oficialmente, em ambos os sexos, correspondem à francesa Jeanne Calment, que faleceu em 1997 aos 122 anos e 164 dias de idade, segundo o "Guinness".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.