ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Paisagem viva

Aquaponia, a técnica que reúne a piscicultura e a hidroponia, se revela uma boa opção para o cultivo de plantas e peixes em casas e apartamentos

04:30 · 04.05.2018

Os amantes do paisagismo e do aquarismo têm um motivo a mais para comemorar, e com eles todos que querem ter uma horta em casa, uma alimentação mais saudável e os amantes da natureza. É que a aquaponia urbana tem se tornado cada vez mais comum mundo afora e começa a chegar ao Ceará. A técnica, cujo conceito já fora praticado por astecas e chineses há centenas de anos, é um sistema de cultivo que une a piscicultura e a hidroponia em um sistema de recirculação da água que proporciona o desenvolvimento de todas as espécies envolvidas no sistema.

Já existem fazendas urbanas com aquaponia em países como Austrália, Israel e Estados Unidos. “Eles produzem dentro das cidades. Tem gente que desforra parte da casa para isso. Dá para alimentar a família e se tornar uma fonte de renda. Por aqui, galpões abandonados das cidades poderiam virar fazendas urbanas e distribuir para mercadinhos e supermercados”, argumenta o biólogo Rafael Nóbrega.

Rafael faz estudos com sistemas de aquaponia no Mestrado Acadêmico em Recursos Naturais (Marena) da Universidade Estadual do Ceará (Uece). Ele diz que nesse sistema de recirculação de água podem ser criados quaisquer animais aquáticos que sejam possíveis de serem cultivados em tanque e praticamente qualquer espécie de planta. “Na nossa região, tudo dá na aquaponia. Árvores frutíferas maiores são mais difíceis, mas existem árvores frutíferas cultivadas nesse sistema, como mamão, manga enxertada, banana. Vários tipos de alface, folhagens diversas, cebolinha, coentro. Uma infinidade de plantas. Claro, cada tipo de planta demanda um sistema específico”, relata.

EXPERIÊNCIAS

Há dois anos, o jornalista, artista e pesquisador Allan Diniz começou a estudar aquaponia. Ele começou com um sistema pequeno, de 50 litros. Depois, no sítio do pai, montou um de mil litros e passou a criar, além de carpas, cará e tambaqui. Allan começou a partilhar as pesquisas com o pai, que gostou do tema e acabou construindo um tanque de 30 mil litros. O jovem conta que os peixes e as plantas alimentam tanto a família quanto visitantes. Ele desenvolveu até um sistema portátil, com apenas 50 litros (foto acima), provando que não é necessário muito espaço para criar peixes e plantas em casa.

Para o jornalista, o que mais chama atenção nos sistemas de aquaponia é o rápido desenvolvimento das plantas, sem falar nas várias possibilidades do que plantar. Outros benefícios são o contato com a natureza, considerado terapêutico, e a consciência de que podemos plantar quase tudo que compramos no supermercado. “Sem falar numa questão muito importante, a dos agrotóxicos. No sistema de aquaponia não utilizamos nenhum tipo de agrotóxico”, frisa. "Aquaponia é um sistema muito eficiente para produzir muito, em pouco espaço, com economia máxima de água”, defende o jornalista.

Rafael Nóbrega garante que as pessoas podem fazer sistemas aquapônicos em casa, desde que pesquisem e adequem o sistema à realidade de cada um. Ele recomenda a leitura de manuais sobre aquaponia nos sites da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Organização das Nações Unidas (ONU) e Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), além de canais e perfis especializados no YouTube e no Facebook – onde ele próprio tem uma página, chamada Aquaponia
Urbana Fortaleza.

SAIBA MAIS

Aquaponia é um sistema de cultivo que une a piscicultura (cultivo de peixes) e a hidroponia (cultivo de plantas sem o uso de solo, com as raízes submersas na água). É um sistema que resolve um problema da piscicultura solucionando um problema da hidroponia. Basta alimentar os peixes que o ciclo se fecha. O excremento produzido pelos peixes é rico em nutrientes que alimentam as plantas, que por sua vez filtram a água para os peixes.

Os dois sistemas estão fisicamente separados e interligados por um sistema de bombeamento que leva a água com fezes de peixe para o sistema hidropônico e devolve a água limpa do sistema hidropônico para o tanque com os peixes.

Fonte: www.ecoeficientes.com.br/o-que-e-aquaponia/ 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.