ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Gestão pacificadora

Conheça as questões mais polêmicas no universo dos condomínios e algumas atitudes que síndicos e moradores podem tomar para diminuir os conflitos

09:49 · 25.06.2018

Com o aumento do número de condomínios nas cidades, sobe também a quantidade de conflitos entre os condôminos. Os dois principais temas de atrito e discussões no universo condominial em nossos dias dizem respeito ao uso das áreas de lazer e à cobrança de taxas condominiais, aponta Afrânio Melo, assessor jurídico da Associação das Administradoras e Condomínios do Estado do Ceará (Adconce). Essas questões são, por exemplo, quanto à reserva de uso exclusivo da churrasqueira, da cozinha gourmet, da quadra, isto é, quando um equipamento de uso comum é usado com exclusividade.

Outro problema apontado por Afrânio Melo é o barulho que reverbera para os moradores do primeiro andar, que acabam “participando” da festa para a qual nem foram convidados. O advogado diz que o salão de festas é outro ponto gerador de conflitos, já que, em muitos condomínios, há quem estique o horário das comemorações.

Para Wilson Braga, Vice-Presidente de Condomínios do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis em Condomínios Residenciais e Comerciais do Estado do Ceará (Secovi-CE), as questões mais polêmicas em condomínios são inadimplência, alteração de fachada e vazamentos e infiltrações nas unidades autônomas.

Quanto a este último tópico, ele comenta que, quase sempre, os condôminos acham que a responsabilidade pela manutenção dos encanamentos e das tubulações é do condomínio, quando na verdade não é. O condomínio somente é responsável pelas manutenções das áreas comuns e das tubulações da rede geral de distribuição, quer seja de água ou de esgoto, esclarece. “Quando o vazamento ocorre dentro das unidades, a responsabilidade é do proprietário do apartamento, inclusive quanto à reparação dos danos causados às unidades vizinhas”, pontua o gestor do Secovi.

SOLUÇÕES
Com tantas situações polêmicas e que, a depender do condomínio, podem fazer parte do dia a dia de centenas de famílias, os entrevistados concordam que as soluções passam por diálogo, informação e capacitação dos gestores condominiais. Wilson Braga defende que a comunicação ainda é a melhor solução para resolver boa parte dos conflitos nos condomínios. Ele também afirma que investir na capacitação dos síndicos é uma saída para ajudar a resolver as questões polêmicas.

“O síndico passou a exercer um importante papel de mediador de conflitos, conciliando os fatos que possam gerar desavenças entre moradores e destes com o condomínio. Quem se habilita ao cargo de gestor em condomínio tem a obrigação de estar em constante atualização, evitando a incidência de penalidades pelos mais variados órgãos de fiscalização”, observa Afrânio Melo.

Tanto o Secovi como a Adconce – esta, por meio da UniCondomínios, Centro de Excelência que oferece cursos e workshops ao setor – ministram cursos para gestores de condomínio. Eles vão, no Secovi – por meio da Universidade Secovi –, desde a formação do síndico profissional ao ensinamento de como realizar assembleias juridicamente perfeitas, livres de vícios (formais e materiais) que possam resultar na sua anulação, tais como prazo de convocação, quóruns para deliberação, o direito de voto, elaboração de ata e outros.

Já a Adconce, informa Arthur Mota, Diretor de Eventos da entidade, realizará novos módulos da série Condomínios Sem Segredos a partir de julho, quando o tema será “Finanças: reduza custos e otimize o orçamento do condomínio”, com Orlando Silveira. Há mais dois módulos previstos, um para agosto, sobre sustentabilidade, e outro para setembro, sobre cuidados para uma administração mais assertiva, com Jaqueline Holanda.

Dicas para uma melhor gestão

É muito importante que os síndicos e os condôminos tenham consciência quanto à preservação e ao investimento nas áreas comuns dos condomínios, primeiramente por ser este espaço o cartão de visitas do edifício. Segundo porque manter essas áreas em bom estado demonstra o reflexo de uma boa administração. Não se deve esquecer que ele ajuda a valorizar o imóvel, tornando até possível aumentar o preço da locação ou da venda dos imóveis.

Uma importante dica é investir na realização de manutenções preventivas periódicas, pois assim se consegue evitar que problemas bem maiores apareçam futuramente, significando, inclusive, economia em longo prazo. A Assessoria Jurídica do Secovi dispõe de um cronograma que pode ajudar bastante no monitoramento dos equipamentos e das áreas comuns do condomínio.

Fonte: Wilson Braga, Vice-Presidente de Condomínios do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis em Condomínios Residenciais e Comerciais do Estado do Ceará (Secovi-CE)

SAIBA MAIS
Secovi-CE:
www.secovi-ce.com.br.

Adconce:
www.adconce.org

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.