Especial publicitário

Construção sustentável

Investir na sustentabilidade e na redução dos impactos ambientais nos condomínios residenciais e comerciais tem pautado as ações de construtoras e incorporadoras cearenses

04:00 · 20.10.2017 / atualizado às 09:57
Longe de ser um tema repetitivo, a sustentabilidade é um conceito atual e deve ser implementada em larga escala o mais breve possível. Na Construção Civil, algumas empresas cearenses buscam entregar empreendimentos que minimizem os impactos à natureza, principalmente com a diminuição do consumo de recursos como água e energia. É o caso da Luciano Cavalcante Imóveis, proprietária do LC Corporate Green Tower, único prédio comercial do Nordeste que leva o selo Green Building, localizado no bairro Meireles, em Fortaleza.
O empreendimento tem a certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), outorgada pela estadunidense Green Building Council. Luciano Cavalcante Filho, engenheiro civil, corretor de imóveis e sócio-diretor da Luciano Cavalcante Imóveis, explica que investir em ações de sustentabilidade é investir em saúde. “A gente só estuda isso para as pessoas terem uma qualidade de vida melhor. Quando as pessoas atentarem para isso, vão entender a importância da consciência ambiental e vão compreender que ações de sustentabilidade levam a uma vida mais sadia e longeva”, argumenta.
Ele dá o exemplo do modelo de ar-condicionado instalado no LC Corporate, que tira as impurezas, devolvendo às salas um ar muito mais puro. “Isso é saúde”, afirma. Para o gestor, trabalhar sem sustentabilidade é ir contra o mercado e as tendências mundiais.
 
NA PRÁTICA
Um prédio sustentável, além de reduzir o valor do condomínio, tem mais valor de mercado, gera satisfação para os clientes e uma aula de cidadania, observa Alexandre Mourão, Diretor Técnico da C. Rolim Engenharia. Por isso, a empresa investe em ações a favor do meio ambiente dentro e fora dos canteiros de obra.
Nos condomínios, algumas medidas da construtora em prol da sustentabilidade são: redução no consumo de água, com o arejador de 6L/min nas torneiras e o redutor de vazão 12L/min nos chuveiros; louças sanitárias com dual flux; paisagismo com redução do consumo de água; uso de lâmpada com baixo consumo de energia; uso de equipamentos que tenham o Selo Procel nível “A”; priorização ao uso de materiais com baixa emissão de CO2 e uso de madeiras com certificação e redução na geração dos resíduos.
Um exemplo é o residencial Paço das Águas, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, que também tem o selo LEED. Além das iniciativas já mencionadas, o condomínio tem caixa d’água para armazenamento da água da chuva, hidrômetros individuais em cada apartamento e chuveiros elétricos movidos a gás.
Fora dos canteiros de obra, a própria companhia passou por mudanças. Desde o ano passado, a C. Rolim aboliu os copos descartáveis de seu escritório, presenteando cada colaborador com um copo de acrílico e deixando de utilizar 4 mil copos descartáveis por mês. Projetos de plantio de árvores, como o Programa Compromisso Verde, e de conscientização ambiental também fazem parte do dia a dia da construtora e incorporadora.
 
VANTAGENS
Desenvolver atitudes em prol do meio ambiente beneficia os moradores do condomínio e toda a sociedade. “O lixo produzido por uma pessoa é muito alto. Só em se preocupar com isso e fazer a coleta seletiva dos resíduos, você já está contribuindo muito para esse lixo não poluir o solo e os rios”, relata Luciano Cavalcante Filho. A coleta seletiva está disponível no LC Corporate, mas o gestor acredita que cada um deve começar essa prática em casa. “Afinal tudo é educação”, pontua.
Esse conjunto de medidas tomadas pelas construtoras cearenses melhoram o nível de saúde como um todo, pois contribui para o ar se tornar mais puro, o número de áreas verdes aumentar e diminuir o consumo de água e de energia. "Sustentabilidade ambiental deveria ser uma obrigação de todos os incorporadores e construtores”, defende 
Alexandre Mourão.
 
ESPAÇO ÚTIL
Um das medidas de destaque da C. Rolim Engenharia em prol do meio ambiente é a Praça do Bem. Por meio dessa iniciativa, a empresa continua com o projeto de tornar úteis os terrenos adquiridos para construção dos seus empreendimentos até o início das obras. O intervalo pode durar em torno de um ano e meio, oferecendo mais uma opção de espaço público aos fortalezenses.
A Praça do Bem Sinfonia (Rua Bento Albuquerque, 1400 – Cocó) foi o segundo equipamento dessa iniciativa a ser entregue, o que ocorreu no dia 23 de setembro. Disponível para crianças, idosos, adultos e pets, a praça fica aberta ao público todos os dias, das 7h às 21h.
Além disso, o Edifício Sinfonia foi o primeiro prédio de Fortaleza pré-certificado com o Fator Verde, uma certificação da Prefeitura Municipal de Fortaleza que vem contribuir à construção de forma mais sustentável. “A certificação tem como objetivo incentivar construções que optem por executar projetos e ações sustentáveis destinadas à redução do impacto socioambiental e consequente melhoria da qualidade de vida”, cita Alexandre Mourão, Diretor Técnico da C. Rolim Engenharia.
 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.