recursos humanos

Sete dicas para evitar a procrastinação

O costume de sempre deixar as coisas para depois pode ser um grande inimigo para os bons resultados

00:00 · 24.03.2018

Você é do tipo que enrola o máximo que pode para iniciar alguma atividade? Tem um termo que resume bem esse perfil: procrastinação. O costume de sempre deixar as coisas para depois pode ser um grande inimigo de bons resultados nos estudos. Conheça sete dicas para evitar a procrastinação.

1. Dividir as tarefas

O conteúdo todo de um trabalho acadêmico, por exemplo, pode representar um esforço sem fim, mas qual a necessidade de executar tudo de uma só vez? Se você não deixou para a última hora, ainda existe a possibilidade de dividir as tarefas em pequenos períodos de tempo. Se você dedicar uma hora do seu dia para parte do conteúdo e tentar concluí-lo em outro horário, irá perceber que a atividade nem é tão pesada assim e que poderia ter liquidado as obrigações de estudos há um bom tempo.

2. Elimine as distrações

São grandes as chances de perder "o fio da meada" quando você decide parar alguma atividade para papear nas redes sociais ou ver aquele vídeo que seu amigo te enviou. O ideal é tirar o celular de perto e fechar as redes sociais.

3. Encontre um incentivador

Chame um amigo para te incentivar com as tarefas acadêmicas. Quando o foco é dividido com outra pessoa, a procrastinação nem costuma "dar as caras".

4. Dê uma recompensa

Nada como um prêmio de incentivo. Determinar uma recompensa para si mesmo pode ser uma estratégia interessante para evitar a procrastinação.

5. Foque no bem-estar

Uma dica para vencer a procrastinação é focar no bem-estar que você vai desfrutar ao ver que seu trabalho está concluído.

6. Pense no futuro

Quando bater aquela vontade de deixar as coisas para depois, pense no futuro e como será corrido (e sofrido) fazer um trabalho durante a madrugada para entregar nas primeiras horas da manhã.

7. Mude o ambiente

Mudar o ambiente pode dar mais ânimo para executar as tarefas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.