recursos humanos

Quatro razões para recusar um emprego

Receber uma oferta de trabalho não quer dizer que você tenha de aceitá-la. Dicas são da Universia

00:00 · 03.02.2018

Nem todos os empregos vão ser perfeitos para você e o fato de receber uma oferta não significa que você deva aceitá-la. Contudo, você precisará de bons motivos para recusar um emprego.

O mercado não está fácil e não falta gente atrás de uma vaga para trabalhar, isto, claro, dependendo da função.

Soa até estranho e meio pedante recusara oferta, mas se você está em dúvida e não sabe como se decidir, confira quatro motivos pelos quais você deve recusar um emprego.

1. O trabalho pode impactar sua carreira negativamente

Considere de que maneira esse trabalho pode interferir na sua carreira futuramente. Se você pretende construir uma vida profissional de sucesso deve pensar nos próximos passos. Pense nas maneiras como essa empresa pode contribuir para o seu desenvolvimento profissional. Não aceite um trabalho apenas por aceitar.

2. Dinheiro: único atrativo

O dinheiro é uma peça chave na vida profissional. No entanto, sem satisfação ele não parece tão atrativo. Se você não vê outro ponto positivo no emprego além do salário, talvez seja melhor considerar com atenção. Lembre-se de que nem o mais alto salário será capaz de comprar a sua real motivação.

3. Você não respeita o chefe

Você quer trabalhar para alguém que te inspire e com quem você possa aprender. Se você não identificar isso no seu chefe, talvez esse seja um bom indicativo de que você está se candidatando para a vaga errada. Procure identificar esse tipo de interesse pelo chefe logo no início das negociações, pergunte sobre a trajetória profissional dele.

4. Você ficaria desconfortável de trabalhar na empresa

Você deve sentir orgulho da empresa na qual trabalha. Se pensar em trabalhar em determinada companhia faz com que você se sinta mal, não aceite a oferta. Você deve estar disposto a dizer para todos o que faz e onde trabalha. Caso contrário, dificilmente você vai se sentir motivado para este emprego.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.