recursos humanos

Os defeitos do trabalho em equipe

Estudos sugerem que nem sempre a melhor estratégia é o trabalho em grupos. Confira alguns pontos negativos

00:00 · 09.09.2017 / atualizado às 00:53

Praticamente todas as vagas de emprego exigem que os candidatos saibam trabalhar em equipe, mas será que essa habilidade é realmente tão importante?

Equipes de todos os tipos aparecem nas empresas e a hipótese é que esse tipo de organização sempre apresenta resultados e rendimento mais altos. Mas, na realidade, as evidências que sustentam esse argumento são muito fracas.

Centenas de estudos foram feitos para estudar o desempenho do trabalho em equipe e nenhum conseguiu encontrar o "super" aproveitamento que as empresas costumam pregar.

Pelo contrário, em um estudo conduzido pelas pesquisadoras Natalie J. Allen e Tracy D Hecht mostrou que o rendimento das equipes normalmente é neutro ou pequeno em relação ao trabalho individual e que essa "paixão" das empresas pelo trabalho em equipe está fundamentada em aspectos muito mais psicológicos do que empíricos.

Raridade

Richard Hackman, professor de psicologia social da Universidade de Harvard, destaca que, na realidade, grupos de alto desempenho são muito raros e que as variações de rendimentos entre as equipes são muito grandes e relativas.

O professor diz que um dos principais defeitos dessa estratégia é que os integrantes perdem grande parte do tempo em disputas e discussões sobre as metas.

Os resultados da pesquisa são claros: os benefícios do trabalho em equipe não estão nem perto do que a maioria das empresas acredita.

E o que é pior, muitas vezes a adoção arbitrária dessa estratégia pode acabar diminuindo o rendimento da companhia.

Avaliação

Obviamente, em muitos casos o trabalho em equipe é a melhor saída. Alguns trabalhos funcionam como times de futebol e cada colega tem um papel específico e insubstituível para o cumprimento das metas. Mas em muito outros empregos essa tática simplesmente não é necessária.

É o caso de empregos acadêmicos, call-centers ou muitos outros departamentos comuns dentro das empresas. Por isso, antes de adotar essa estratégia dentro de seu trabalho, avalie se ela realmente iria funcionar e se os colegas seriam aptos para trabalhar dessa maneira.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.