recursos humanos

O que pessoas altamente eficazes não fazem

Veja como as pessoas produtivas lidam com isso da melhor maneira possível. As dicas são da Universia

00:00 · 21.07.2018

Ser eficaz é um grande desafio para os profissionais. O fato de conseguir fazer várias coisas ao mesmo tempo não significa que você é eficaz.

Mas, as pessoas realmente eficazes desenvolvem certos hábitos que fazem toda a diferença em sua rotina produtiva.

O lado bom dos hábitos é que nunca é tarde para mudá-los. Pode ter certeza.

Se você deseja ser mais eficaz, confira a seguir quatro coisas que pessoas altamente eficazes não fazem. Siga para melhorar o seu desempenho dentro do mercado de trabalho.

1. Ser multitasking

Pode parecer inteligente realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, mas a verdade é que as pessoas realmente eficazes não têm esse hábito. O cérebro tem certo limite de assuntos que ele pode lidar de uma só vez, e ser multi-tasking só prepara a sua mente para a ineficiência e estresse. A dica é realizar uma atividade por vez com muita calma.

2. Gastar o tempo em tarefas que não são importantes

Você é uma pessoa produtiva pela manhã? Então, não desperdice energia usando o Facebook organizando sua gaveta ou conversando com amigos. Trabalhe com o seu relógio biológico para que você realize todas as suas atividades em seu tempo de alta produtividade.

3. Ser desorganizado

A ideia é simples: ninguém consegue ser produtivo em um ambiente desorganizado. Por isso, você deve organizar uma lista com todas as atividades que devem ser realizadas no dia para que nenhum tempo seja desperdiçado com futilidades. Lembre-se que desordem física equivale à desordem mental, e isso é péssimo para a sua produtividade.

4. Estabelecer metas vagas

Metas vagas não ajudam na sua produtividade. A ideia é estabelecer metas atingíveis e que auxiliem o seu processo produtivo. Assim, você conseguirá atingir suas metas e desenvolver habilidades de gestão de tempo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.