ARTIGO

Inovação disruptiva, o que é isso?

00:00 · 04.08.2018

A Inovação Disruptiva chegou à gestão organizacional. Ela ajuda a gerar novos mercados, fazendo-os evoluir através da criação de novas soluções e são, de fato, inovações, porque elas criam, ou seja, não são uma simples melhoria do que já existe.

Um exemplo claro de inovação disruptiva são os aplicativos de transporte particular. Eles mudaram radicalmente a maneira que as pessoas se locomovem. Um exemplo de empresa que não utilizou a inovação disruptiva e pagou caro por isso é a Xerox.

Existem alguns pontos importantes para se tornar disruptivo, que seriam: entender o modelo de negócios da sua empresa, fazer uma análise SWOT (forças, fraquezas, ameaças e oportunidades) do seu modelo de negócios, definir nichos de mercado com maior potencias e criar proposta de valor.

Mas antes de se colocar no mercado, é importante atrair, reter e inspirar pessoas inovadoras na equipe. Para isso, é preciso criar um senso de propósito autêntico que mantenha seu time com energia, comprometimento e paixão pelo que faz. Essa, aliás, é uma fonte de novas ideias e de inovação disruptiva.

Madalena Medeiros
Diretora executiva do fastjob, mobile consultoria, palestrante e consultora

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.