Coluna

Dicas de Concursos: Reconhecimento de terreno: provas - Parte Final

Dicas de Concursos

empregos@diariodonordeste.com.br

00:00 · 11.08.2018

Volto a falar sobre tipos de prova. Cada banca organizadora possui seu estilo, mas é necessário saber o básico sobre a realização das provas.

Oral

O que é?

Primeiro, anote-se que acontece apenas em parte dos concursos. Ela pode ser do tipo entrevista ou prova de tribuna e é eliminatória na maioria dos concursos jurídicos.

É uma prova que, mais do que avaliar o conteúdo, mede como você o apresenta. Essencialmente, é uma avaliação de sua postura e de sua segurança ao falar.

Como fazer?

Preste muita atenção às perguntas; é essencial que você responda ao que foi proposto pela banca. Responda de modo simples e claro; a projeção de voz é importante. Não tente enrolar o examinador. Caso você não saiba especificamente um assunto, fale sobre os conceitos básicos que norteiam seus princípios.

A prova não é corrida de 100m, fale com calma e pausadamente. Utilize bem o seu tempo: se sentir que ainda tem condições, dê exemplos e faça conexões, mas cuidado para não fugir do tema.

Uma forma de ganhar tempo é pedir, educadamente, para a banca repetir a pergunta, mas esta é uma estratégia que não deve ser repetida com frequência.

TAF

O que é?

O TAF, ou teste de aptidão física, afere o preparo físico do candidato. Ou seja, mede se o concurseiro está apto a desenvolver uma série de atividades de esforço exigidas no exercício do cargo pretendido.

Como fazer?

Se preparar para o TAF exige um planejamento de longo prazo, uma boa organização do tempo, disposição e certeza do objetivo. Na maioria dos casos, o concurseiro que não investe na preparação para o TAF - deixando a preparação para as vésperas da prova - não alcança o condicionamento necessário.

Portanto, ao escolher o(s) concurso(s) que você irá prestar é necessário verificar a existência dessa modalidade de prova e já preparar um plano de ação que deve envolver médicos, preparadores físicos e muita disposição.

Você já conhece um pouco mais sobre tipos de diversas provas, agora é colocar a mão na massa!

Reveja o conteúdo do edital atentamente e refaça provas recentes como se estivesse prestando o concurso, analisando o gabarito e medindo sua estatística de erros e acertos.

William Douglas é juiz federal, professor universitário, palestrante e autor de mais de 40 obras

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.