Coluna

Dicas de Concursos: a base para chegar ao sucesso

Dicas de Concursos

empregos@diariodonordeste.com.br

00:00 · 14.04.2018

A sabedoria é o caminho para conhecer e aplicar os diferenciais do sucesso, entre os quais se encontram, por exemplo, trabalho, planejamento, relacionamentos e credibilidade.

Mas, para atingi-los, é preciso inteligência (organizacional, estratégica e financeira) para escolher que tipo de sucesso é almejado e descobrir como chegar até ele.

"Inteligência" é um termo que possui vários conceitos diferentes, sendo o melhor deles, para mim, o de que se trata da "capacidade de se adaptar em busca da felicidade".

Nesse sentido, inteligência pode ser tida como praticamente sinônimo de sabedoria. Afinal, sabedoria é saber o que fazer, quando, como, onde e por quais motivos. O mais importante é saber que este tipo de inteligência, ou sabedoria, é opcional.

A pessoa não precisa nascer um gênio: a inteligência para a felicidade e sucesso e a sabedoria são opções que a pessoa faz.

Você pode ter esse tipo de inteligência e ser sábio: basta querer e pagar o preço para obter tal conhecimento.

Você sabe que o mercado de trabalho é altamente competitivo, é quase uma guerra diária.

A Bíblia, um livro com conhecimentos milenares, recomenda que sejamos prudentes nesta guerra, que busquemos conselheiros.

Por isso, estamos sempre estudando para que, através dos conselheiros (que podem ser nossos livros, professores, colegas de trabalho etc) consigamos nos conduzir bem em uma guerra.

Você tem seguido esse ensinamento? Tem buscado sabedoria? Qual foi o último curso que você fez? Qual foi o último livro que você leu?

Neste momento, parabéns por estar lendo um artigo sobre como ter sucesso.

Só que isto não se esgota aqui. Você precisa ler mais e bons livros, que forneçam maior conhecimento, seja sobre negócios, sobre vendas, sobre administração, sobre concursos.

Se você administra sua casa, tem buscado informação sobre gerenciamento de suas finanças e planejamento?

Seja honesto consigo mesmo: você tem construído sua riqueza por meio do roubo, do furto, do engano? Tem roubado do seu patrão, do governo, do cliente? Tem sido desonesto?

Quando você rouba dos outros, sua ação volta-se contra sua cabeça.

Pense, siga o caminho certo e você vai se dar bem.

William Douglas é juiz federal, professor universitário, palestrante e autor de mais de 40 obras

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.