Coluna

Dicas de Concurso: 2018, o ano dos concursos

Dicas de Concursos

empregos@diariodonordeste.com.br

00:00 · 30.12.2017

O ano de 2018 promete muita alegria a quem está à procura de uma carreira pública. Dezenas de órgãos públicos que, em decorrência da crise financeira e institucional, deixaram de promover concursos públicos e atualmente estão em situação calamitosa de falta de pessoal, já sinalizaram a abertura de novos concursos para o início do próximo ano.

Porque houve tão poucos concursos públicos nos últimos anos? - Desde 2015 o universo dos concursos públicos tem sofrido uma crise jamais vista na história do país. Em geral atribui-se a carência de concursos à crise econômica que temos enfrentado neste período, mas o que de fato promoveu a suspensão dos concursos foi uma crise institucional generalizada.

Então porque deve haver muitos concursos em 2018? - Nosso país tem dado diversos indícios de recuperação econômica e institucional. Com recursos renovados e sem a necessidade de passar a imagem de controle de despesas, a tendência é que os concursos represados durante os últimos três anos sejam abertos de uma vez em 2018.

Mas quais órgãos devem realizar os próximos concursos em 2018? - No âmbito federal estão previstos concursos dos seguintes órgãos e entidades: Agência Brasileira de Inteligência - ABIN, com 220 vagas para o cargo de oficial de inteligência, 60 vagas para oficial técnico e 20 para agente já autorizadas; Receita Federal, com 2.083 vagas já solicitadas ao Ministério do Planejamento e remuneração de R$19.669,01 para o cargo de auditor e R$ 11.132 para analista; Polícia Federal, com 1.758 vagas já autorizadas, sendo 600 para o cargo de agente e outras 600 para o de escrivão; Polícia Rodoviária Federal, que já solicitou 2.778 vagas de policial rodoviário federal ao Ministério do Planejamento; Banco Central, com 990 vagas já solicitadas ao Governo Federal, sendo 800 vagas para o cargo de analista; MPU, com remuneração para o cargo de técnico fixada em R$ 7.260,41; INSS que recentemente enviou ao Ministério do Planejamento um pedido para o preenchimento de, incríveis, 16.548 vagas.

Mas as eleições não impedem a realização de novos concursos? - Não. Concursos podem ser abertos normalmente em anos de eleição. Ocorre que durante o período de três meses que antecedem as eleições, não podem ser nomeados servidores já aprovados.

Já decidi que concurso eu quero. Como faço para passar? - É fundamental assistir aulas atuais de professores ou cursos de confiança. Estudar sozinho pode ser um erro fatal. O segundo passo é estabelecer um plano de estudos. Por último, são necessários foco e determinação. Prepare-se para o concurso dos seus sonhos, mas faça outras provas, para ganhar experiência.

Gabriel Henrique Pinto é coach de eficiência e professor especialista em concursos públicos

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.