Provas em Fortaleza

Abin oferece 300 vagas e salários chegam a R$ 16,6 mil

Oportunidades são para carreiras de oficial e agente de inteligência, que exigem nível médio e superior

Os profissionais produzem conhecimentos estratégicos por meio da análise de fatos, eventos ou situações que permitam a identificação de oportunidades e ameaças
00:00 · 06.01.2018

O ano começou com a publicação do edital do concurso da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) que abriu 300 vagas, sendo 58 reservadas a negros e 19 a pessoas com deficiência.

As 20 ofertas para quem possui nível médio são para o cargo de agente de inteligência, com remuneração inicial de R$ 6.302,23.

Das 280 oportunidades destinadas a quem possui curso superior, 220 são para a função de oficial de inteligência (formação em qualquer área) e 60 para oficial técnico de inteligência (graduação em áreas específicas), com vencimentos de R$ 16,620,46 e R$ 15.312,74, respectivamente.

As chances para oficial técnico de inteligência estão distribuídas entre as seguintes áreas de formação: Administração, Economia ou Contabilidade; Direito; Psicologia; Pedagogia; Engenharia Civil; Engenharia Eletrônica ou Elétrica; Matemática ou Estatística; Tecnologia da Informação ou Engenharia, com ênfase em TI; Arquivologia ou Biblioteconomia.

As vagas têm lotação em Brasília, exceto para alguns postos de oficial de inteligência, cujo local de trabalho poderá ser escolhido pelos aprovados no concurso da Abin entre todas os Estados.

O concurso é organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Promoção de Eventos (Cebraspe), que recebe inscrições entre 9 e 30 de janeiro.

A ficha para cadastro estará disponível no site: http://www.cespe.unb.br/concursos/abin_17. Serão cobradas taxas de R$ 190 para agente de inteligência; R$ 210 para oficial técnico de inteligência; e R$ 230 para oficial de inteligência.

Em 11 de março, os inscritos no concurso da Abin farão provas objetiva e discursiva com questões de conhecimentos gerais/básicos e específicos.

A aplicação ocorrerá nas capitais dos 26 Estados brasileiros e também em Brasília.

A seleção inclui ainda: prova de capacidade física para oficial de inteligência e agente de inteligência; e avaliações médica e psicológica, além de investigação social e funcional para todos os cargos. Os aprovados passarão ainda pelo Curso de Formação em Brasília.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.