Para formar engenheiros

98 vagas para o Instituto Militar de Engenharia (IME)

Exigência é de nível médio completo ou no 3º ano e idade entre 16 e 21 anos. Inscrições de 26 de junho a 4 de agosto

O vestibular do IME é considerado um dos mais exigentes do País, tanto por causa da relação candidato-vaga, quanto pelo nível de dificuldade das provas
00:00 · 17.06.2017

O Exército publicou dois novos editais de concurso público destinados ao provimento de 98 vagas para o quadro de engenheiros militares.

O primeiro edital conta com 74 ofertas para os cursos de formação e graduação de oficiais da ativa e da reserva de segunda classe; já o segundo edital dispõe de 24 vagas para os cursos de formação e graduação de oficiais da reserva e da reserva de segunda classe, ambos do Instituto Militar de Engenharia (IME).

Para concorrer a uma das vagas é necessário possuir o ensino médio completo ou estar cursando a última série e ter idade entre 16 e 21 anos até 31 de dezembro de 2018.

Inscrições e seleção

Interessados deverão se inscrever no período de 26 de junho a 4 de agosto. A ficha de cadastro estará disponível no endereço eletrônico www.Ime.Eb.Br. A taxa de participação custa R$ 100. O pagamento do boleto bancário deverá ser efetuado até a data limite de 7 de agosto.

Todos os inscritos serão submetidos ao exame intelectual, constituído de duas fases. A primeira etapa constará de uma prova objetiva com 40 questões, sendo 15 de Matemática, 15 de Física e 10 de Química. Já a segunda etapa contará com três provas discursivas das matérias específicas e duas provas mistas, com questões objetivas e/ou discursivas, de Português e Inglês.

A primeira fase do exame intelectual será aplicada no dia 12 de outubro. A segunda fase ocorrerá no mês de outubro, nos dias 23 (discursiva de Matemática), 24 (Física), 25 (Química) e 26 (Português e Inglês).

O concurso do Exército ainda será constituído das seguintes etapas: inspeção de saúde e exame de aptidão física.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.