Nível médio

500 vagas abertas para a Polícia Militar de Alagoas

Destinada a candidatos de ambos os sexos, carreira cobra ensino médio e oferece salários de R$ 3,7 mil.

00:00 · 30.06.2018 / atualizado às 01:34
foto
O governador de Alagoas, Renan Filho, afirmou que precisa repor o quadro de praças "para que consigamos colocar mais policiais nas ruas" ( Foto: Natinho Rodrigues )

Foram abertas no último dia 25 de junho as inscrições do concurso da Polícia Militar de Alagoas (PM AL) destinado a preencher 500 vagas de soldado para reforçar o efetivo da corporação em todo o Estado.

Os candidatos devem possuir ensino médio completo, idade entre 18 e 30 anos, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria "B" ou superior e altura mínima de 1,60m para mulheres e 1,65 para homens.

Durante o período de formação, os recrutas terão vencimentos de R$ 1.453,14. Após a conclusão do curso, já na condição de soldado, o salário subirá para R$ 3.744,47.

Como participar

As inscrições vão até as 18h de 24 de julho, devendo ser efetuadas pela página www.cespe.unb.br. O valor da taxa é de R$ 95.

Em 30 de setembro, os candidatos realizarão prova objetiva com 120 questões do tipo 'certo' ou 'errado'. O exame será aplicado nos municípios de Maceió e Arapiraca.

Previstas para ocorrer apenas na capital, as outras etapas envolverão avaliação médica, teste físico, comprovação documental e investigação social, todas de caráter eliminatório.

Conforme estabelece o edital, o concurso terá validade de um ano, com possiblidade de prorrogação por mais um, a critério da corporação.

"É, sem dúvidas, um novo momento para Alagoas. Nós convocamos a reserva técnica - 800 praças e cerca de 180 oficiais; fizemos novo concurso com mil vagas para PM e mais 150 para o Corpo de Bombeiros; estamos observando a situação dos 'aptos' com todo o carinho e, agora, estamos divulgando um novo concurso para a Polícia Militar com 500 vagas. A nossa previsão é para que os aprovados sejam convocados a partir de 2019", afirmou o governador Renan Filho nas redes sociais no início do ano.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.