Reportagem A força do Perdão

Reconciliação em família

Maria de Lourdes
00:00 · 15.04.2017

Um marido, dois filhos pequenos e uma traição. Aquilo que parecia ser o fim de uma história era apenas o início de um novo ciclo da vida de Maria de Lourdes Sousa, 54 anos. Mesmo sofrendo devido à separação, com o passar do tempo ela decidiu perdoar o ex- marido e a sobrinha dele, com a qual se envolvera quando ainda eram casados.

No começo, não foi fácil, pois era dona de casa e não possuía renda fixa para suprir as necessidades básicas das crianças. Além disso, guardava no coração o ressentimento pela dupla traição. "Eu não tinha mais perspectiva, havia perdido o marido e uma amiga confidente", recorda.

. DOC: A força do Perdão
. Uma vida, muitas setenças
."Milagre do Espírito Santo"
.Sentimento libertador
.Aprender a perdoar

Mulher religiosa e engajada nas atividades da Igreja Católica, Maria de Lourdes passou por todo um processo até chegar ao perdão. Primeiro, precisou trabalhar consigo o desapego e, ao conhecer a filosofia da Seicho-No-Ie, passou a fazer uma oração específica para perdoar. Orientada a repeti-la 50 vezes no dia, ela chegou a reproduzi-la 500 vezes, pois sentia que assim estava enviando um ciclo de luz para os dois. "Na época, eu não trabalhava fora, então aproveitava o tempo para pedir o perdão a eles', recorda com sabedoria.

Ainda hoje faz questão de destacar este trecho de oração: "Eu o perdoei e você me perdoou. Eu e você somos um só perante Deus. Eu o amo e você me ama também. Eu e você somos um só perante Deus. Eu lhe agradeço e você me agradece. Obrigado, obrigado, obrigado...". Dessa forma, sentia o coração bater muito forte e acreditava que as portas iriam se abrir para todos os envolvidos.

Após a separação, em 1999, Maria de Lourdes passou a vender produtos de beleza, maquiagem e lingeries, pois como dona de casa não tinha salário fixo. Volta e meia recebia doações de cestas básicas e, assim, garantia o sustento da família e a harmonia do lar. "Quando a gente ora, o mundo te responde", completa.

Mais tarde, conseguiu um emprego de carteira assinada e soube aproveitar a oportunidade. Na mesma empresa até hoje, atua como auxiliar de farmácia. Com o emprego, que tanto pediu em oração, pôde proporcionar escola para os filhos, ambos já formados pela universidade pública e bem encaminhados no mercado de trabalho.

Agora, encara a traição como uma salvação, pois reconhece que o seu casamento já não era mais harmonioso. "Ela na verdade, o pivô da separação, foi um anjo que devolveu à minha família a chance de ser feliz". O ex-marido e a sobrinha continuam juntos desde então e formaram uma nova família. Na avaliação de Maria de Lourdes, eles também sofreram e passaram por muitas dificuldades em Manaus, no Amazonas, onde foram recomeçar a vida.

Em 2005, o coração de Maria de Lourdes já estava mais aliviado e, durante um almoço preparado por uma parente do ex-marido, as duas amigas se reencontraram. "Eu olhei para ela e disse: o passado não existe mais. Eu te perdoei e vamos tocar a vida em frente". Depois disso, foi a vez de conversar com o ex-marido. Após o perdão, as duas famílias superaram todas as amarras do passado e conseguiram dividir, inclusive, alguns momentos de lazer.

Com os dois filhos, o ex-marido com a mulher e a filhinha, hoje com 10 anos, já passaram um fim de semana em família numa praia do Ceará. A visita foi retribuída por Maria de Lourdes em 2014, quando viajou a Manaus, onde também mora sua ex-sogra. "O meu coração é tangido de gratidão. Foi um aprendizado para todos nós", ressaltou.

Reportagens

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.