Reportagem

O dia que o torcedor virou goleiro

00:00 · 03.06.2017

Com apenas um lance de arquibancada, assistir aos jogos em um local confortável era privilégios de poucos. O comum eram os torcedores ficarem ao redor do campo, separados por uma cerca. E uma história bem peculiar aconteceu no Campo do Prado, em agosto de 1938.

LEIA MAIS

Campos esquecidos

A bola rolava em todo lugar

Infográfico: confira linha do tempo do futebol no Ceará 

Futebol dos excluídos

Parte da história

O Bahia estava jogando contra o Ceará e vencia a partida por 4 a 0, ainda no primeiro tempo. Muito criticado pela torcida, o goleiro Brás tinha um forte concorrente na arquibancada. Isso porque, assistia ao jogo Ademar "Pintado". Jogando pelo Madureira (RJ), Pintado já havia sido campeão pelo Ceará em 1932 e estava passeando em Fortaleza quando resolveu assistir ao jogo.

"A torcida quando viu o Pintado na arquibancada assistindo ao jogo todo de paletó e com medo do Ceará ter uma homérica goleada, começou a gritar seu nome. Foram buscar o jogador na arquibancada. Ele desceu, mudou de roupa e defendeu a meta alvinegra no segundo tempo", conta o pesquisador Airton Fontenele.

Sem sofrer mais gols, o Alvinegro acabou derrotado por 4 a 0. O fato ficou na lembrança dos torcedores como o dia em que o torcedor virou goleiro.

Reportagens

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.