Reportagem Doc

Nas trilhas do Ceará: esporte, lazer e aventura no Interior

00:00 · 09.09.2017 / atualizado às 01:41

O Sertão Central do Ceará convida à prática dos esportes radicais. Os amantes do voo livre bem conhecem o destino. Os inselbergs popularmente conhecidos como monólitos, são uma característica de Quixadá, aliada a ventos favoráveis à prática esportiva. Além disso, a fauna e flora, bem características, têm atraído observadores de aves e outros amantes da natureza.

No Cariri cearense, a Floresta Nacional do Araripe atrai pelo clima, paisagem, biodiversidade e pelo espírito aventureiro. O Geopark Araripe elevou a região a um outro patamar, ao agregar, aos visitantes, a possibilidade de conhecer mais sobre as eras geológicas do Planeta, a partir do extenso patrimônio paleontológico da bacia Sedimentar do Araripe. A prática do voo livre, balonismo, ciclismo vieram como consequência de tanto potencial a ser explorado em passeios.

Na Chapada da Ibiapaba, a grande atração, além da floresta, com suas trilhas e cachoeiras, é a vista estonteante, outro convite à prática de esportes e à contemplação, por exemplo, no Parque Nacional de Ubajara.

A Caatinga, que muda de cor conforme a época do ano, atrai aqueles trilheiros que encontraram uma paixão nos passeios de aventura sobre duas rodas, seja em bikes ou motos. Os grupos se multiplicam por diversas regiões do Interior do Estado.

LEIA AINDA:

> Opções variadas para o turismo ecológico
> Geografia privilegiada e atrativa no Cariri
> Mais contato com a natureza na Ibiapaba
> Verde como prioridade: voo livre e camping na Ibiapaba
> Esporte e aventura: ciclismo e motociclismo 

Reportagens

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.