Reportagem Guarani de Juazeiro

Leão do Mercado quer sequência nacional transformada em acesso

Leilson está de volta ao Guarani, time onde se destacou em 2017. Em Juazeiro, quer alcançar voos mais altos (Foto: Helene Santos)
00:00 · 16.12.2017 por Antonio Rodrigues - Colaborador

Nos últimos dois anos, o Guarani de Juazeiro esteve entre os quatro melhores times do Campeonato Cearense e, com isso, participou do Campeonato Brasileiro da Série D por duas oportunidades, sempre eliminado na 1ª fase. Em 2018, jogará pela terceira vez seguida, graças ao quarto lugar no Estadual deste ano. Com nova diretoria, o Leão do Mercado busca se manter entre os quatro melhores e, quem sabe, conquistar o acesso à Série C.

Para isso, algumas peças importantes foram mantidas, como o volante Da Silva e o zagueiro Pedro Lucas, além dos reforços que fizeram boa participação na Taça Fares Lopes, como o meia-atacante Márcio Tarrafas e o lateral-esquerdo Telles. O Guarani também contará com o retorno do atacante Leilson, artilheiro do Campeonato Cearense de 2017, que esteve emprestado ao Náutico, durante a Série B.

No comando da equipe, Washington Luiz continua, mas não contará com a revelação do Leão do Mercado este ano, o lateral-direito Thallison, emprestado ao CSA, de Alagoas. De acordo com o presidente do clube, o empresário Fábio Modolo, o elenco, que se reapresenta na próxima segunda-feira (18), está 90% fechado. "A nossa expectativa é que possamos fazer um ano parecido com o de 2017, dentro de campo", conta o dirigente.

Por outro lado, em 2017, o Guarani teve dificuldades financeiras, com atraso de salários e jogadores paralisando os treinos. O ano que vem pode ser mais complicado, já que o clube não irá participar da Copa do Brasil como este ano, quando eliminou o Náutico na primeira fase e conquistou um aumento de sua receita.

"Tivemos algumas dificuldades financeiras sim, como qualquer clube e qualquer empresa está passando nessa crise econômica. Mas dentro de campo foi muito bem, dentro de metas que nós procurávamos alcançar: estar entre os quatro, no mínimo, passagem de fase da Copa do Brasil e ficamos entre os quatro da Fares Lopes. Na Série D demos uma evoluída, mas não está como gostaríamos", conta Fábio Modolo.

Apesar de manter alguns jogadores, o Leão do Mercado renovou o time, trouxe novas peças e sonha com o acesso à Série C. "O Guarani sempre foi um time que se renovou. A primeira meta é sempre buscar se manter na série D pelo Cearense. Um dia, sonhar com título estadual, por que não?", encerrou o dirigente do Leão do Mercado.

LEIA AINDA: 

> 2018: o ano da ascensão do futebol cearense
> Orgulho e desafio - Alvinegro de volta à Elite
> O ressurgir do Leão em ano de centenário
> Tubarão que volta das profundezas para se reeguer
> Floresta representa o 'novo' e alimenta crescimento

Reportagens

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.