Reportagem Time da Vila Manoel Sátiro

Floresta representa o 'novo' e alimenta crescimento

Da Vila para o mundo, Floresta promete fazer barulho
00:00 · 16.12.2017

Quem na Vila Manoel Sátiro poderia acreditar que o Floresta estaria na primeira divisão do Campeonato Cearense em 2018, teria sido campeão da Taça Fares Lopes em cima de um gigante do futebol local como é Fortaleza Esporte Clube e disputaria a Copa do Brasil em decorrência desse troféu? É assim que esse clube fundado em 1954 e que permaneceu durante décadas no amadorismo se reagrupou, se profissionalizou em 2015 e alcançou tanto em tão pouco tempo.

Notabilizando-se por ser uma agremiação que direciona seus olhares para os jovens, o Floresta não mudará sua postura para 2018. Quem garante é Kléber Lavôr, diretor de futebol da equipe. "Estamos adotando o mesmo planejamento que tivemos ao conquistar a Fares Lopes, vamos apostar na prata da casa, valorizar esses garotos e mesclar com jogadores experientes para termos bom resultado na primeira divisão estadual", comentou.

Força do elenco

Segundo o dirigente, o elenco contará com 32 atletas. 25 jogadores provenientes das categorias de base e outros sete contratados para encorpar o grupo e agregar. Até o momento, além dos atletas citados pelo dirigente, foram contratados os zagueiros Edgar e Regineudo, o meia-atacante Leozinho, o atacante Edson Cariús, o volante Bruno Ocara e o goleiro Mauro.

O técnico é Raimundinho, responsável pelo vice-campeonato Cearense da Série B, que garantiu o acesso à elite estadual e, no segundo semestre, o título da Taça Fares Lopes 2017. O treinador quer time dinâmico e alinhado a conceitos modernos.

LEIA AINDA: 

> 2018: o ano da ascensão do futebol cearense
> Orgulho e desafio - Alvinegro de volta à Elite
> O ressurgir do Leão em ano de centenário
> Tubarão que volta das profundezas para se reeguer
> Leão do Mercado quer sequência nacional transformada em acesso

Reportagens

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.