Reportagem Avenida Monsenhor Tabosa

Corredor turístico preparado para serviços e lazer

Hoje, as lojas da Avenida Monsenhor Tabosa funcionam de segunda a sexta, das 9 às 19 horas, e aos sábados, das 9 às 17 horas. O novo horário prevê a abertura dos estabelecimentos das 9 às 21 horas e das 9 às 18 horas, respectivamente
00:00 · 16.09.2017 por Raone Saraiva/ Bruno Cabral - Repórteres

Tradicional corredor turístico de Fortaleza e um dos principais polos de compras da cidade, a Avenida Monsenhor Tabosa pode ganhar ainda mais evidência no comércio local, com o horário de funcionamento das 232 lojas estendido em razão da chegada de bares e restaurantes. Os desafios para que a mudança ocorra são grandes, principalmente no atual momento econômico do Brasil, mas os lojistas sabem do potencial de crescimento do lugar, famoso por oferecer ao consumidor uma grande variedade de calçados, bolsas, roupas, entre outros produtos.

Em 2014, quando a Monsenhor Tabosa passou por requalificação na infraestrutura, recebendo investimento de R$ 5,9 milhões da Prefeitura de Fortaleza em parceria com o Ministério do Turismo, houve uma tentativa de alterar o horário de funcionamento dos estabelecimentos do logradouro durante a semana, passando de 9 às 19 horas para 9 às 21 horas.

A mudança, porém, não deu certo. Grande parte dos lojistas não aderiu ao novo horário sob a justificativa de que não haveria clientes e os gastos com energia e horas extras dos funcionários, por exemplo, aumentariam.

Uma ação prevista pela gestão municipal com foco em incentivos fiscais, dentro do Programa Fortaleza Competitiva, deverá revitalizar a Monsenhor Tabosa, contribuindo para aumentar a movimentação de clientes e o consumo no espaço. Além de atrair mais empresas ao corredor turístico, diversificando as opções de produtos e serviços, a ideia é transformar o local também em um polo de lazer, com bares, restaurantes e extensa programação cultural.

LEIA AINDA: 

> Fortaleza dia e noite: a transformação do varejo
> Mudança requer ousadia e gestão mais eficiente
> Investimentos são essenciais para transformações darem certo
> É preciso apostar na criatividade, diz presidente da CDL
> Shoppings centers mostram que inovar dá certo

Serviço e lazer

"Para atrairmos e segurarmos o consumidor à noite, principalmente os turistas, precisamos aumentar as opções de serviço e lazer, o que pode acontecer a partir desses incentivos fiscais", afirma a presidente da Associação dos Lojistas da Monsenhor Tabosa (Almont), Márcia Sérgia Oliveira, lembrando que o corredor turístico foi incluído no programa de revitalização da Praia de Iracema.

No caso da Monsenhor Tabosa, assim como em outras áreas comerciais da cidade, os incentivos fiscais estariam ligados ao Programa de Desenvolvimento Econômico do Município de Fortaleza (Prodefor), variando de 60% a 80% e abrangendo o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI).

ad

Emprego e renda

A medida, que só entrará em vigor após a aprovação do projeto pela Câmara Municipal de Fortaleza, começou a atrair lojistas e empresários do segmento de bares e restaurantes. "Algumas lojas já estão sendo reabertas na Monsenhor Tabosa. Devemos ter novos estabelecimentos em breve, sobretudo, no setor de serviços. Isso vai representar mais emprego e renda", destaca Márcia Sérgia, dizendo que o apoio do poder público é essencial para tornar o projeto viável.

Aluguel

Ela ainda observa que o preço médio do aluguel dos imóveis comerciais da avenida também baixou em torno de 50%, caindo de R$ 12 para R$ 6 mil, depois que a demanda pela locação dos espaços recuou nos últimos anos. "É claro que o valor depende da localização e do tamanho dos estabelecimentos, mas os preços cobrados pelos proprietários não estavam de acordo com a nossa realidade econômica. Agora, estão bem mais justos e ajudam nesse processo de revitalização", acrescenta.

Atualmente, as lojas da Avenida Monsenhor Tabosa funcionam de segunda a sexta, das 9 às 19 horas, e aos sábados, das 9 às 17 horas. O novo horário prevê a abertura dos estabelecimentos das 9 às 21 horas e das 9 às 18 horas, respectivamente.

adad

Reportagens

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.