Reportagem Webdoc

Carnaúba: árvore da vida símbolo do Ceará

00:00 · 28.10.2017 / atualizado às 12:48 · 30.10.2017 por Maristela Crispim - Editora

A carnaúba ainda é vista por muitos apenas como uma palmeira ornamental, presente em muitas vias urbanas pelo Nordeste, sobretudo no Estado do Ceará. Mas a importância desta espécie nativa do Bioma Caatinga é bem maior. Árvore-símbolo do Ceará, ela se desenvolve em áreas sujeitas a inundações, sobretudo nos vales dos rios e lagoas.

O nome carnaúba vem do tupi: "árvore que arranha", em função da sua rusticidade. Mas é conhecida como "árvore da vida" por suas propriedades, pois fornece a cera, seu produto mais nobre, e a palha que, em mãos habilidosas, se transforma em diversos objetos utilitários e decorativos. Dela também se origina a bagana, que serve como adubo e como cobertura morta para manter a necessária umidade do solo para a agricultura.

Da sua palha se extrai a cera, com múltiplas utilidades, a ponto de ser um dos produtos mais exportados do Estado. O ciclo é o grande trunfo para a agricultura familiar, pois, no período chuvoso, ela recupera a copa e, na estiagem, cria a cera para reter água, num processo de adaptação ao clima Semiárido. A sua aplicação vai desde o polimento até a proteção, na indústria automobilística, cosmética, farmacêutica e mesmo alimentícia. Além de ser natural, não é perecível, outra grande propriedade.

Ameaçada pelo desmatamento e pela espécie invasora conhecida como unha-do-diabo, a carnaúba resiste, imponente. Mas o setor ainda carece de organização no campo, tanto para garantir a produtividade, quanto para manter a dignidade do trabalhador rural, que vê na atividade uma excelente forma de obter renda enquanto não dá para plantar pela escassez de chuva.

LEIA AINDA:
 
> Raízes fincadas no Semiárido brasileiro
> Artesãs: mãos ágeis que transformam a palha
> A cera só é produzida durante a estação seca
> Produto tem grande importância na economia regional
> Ameaça que vem crescendo silenciosamente

Reportagens

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.