BEM-ESTAR ANIMAL

Revista é lançada em exposição

01:00 · 01.06.2018 / atualizado às 01:04
Image-0-Artigo-2407726-1
A exposição Américas y El Caribe não acontecia no Brasil há 18 anos ( FOTO: KLEBER A. GONÇALVES )

Fortaleza recebe, desde ontem (31), a exposição Américas y El Caribe, maior exibição de cães da América Latina. O evento, que acontece no Centro de Eventos, e tem entrada gratuita, prossegue até este domingo (3).

Além dos próprios animais, uma das atrações da exposição é o lançamento da Revista Bem-Estar Animal. A produção está na terceira edição e apresenta como reportagem de capa, a Américas y El Caribe. "A revista traz mais versatilidade, movimento, mais agilidade para famílias criadoras de animais. E tem a fácil mobilidade de circular nos eventos de cinofilia, nos encontros de raça, nas clínicas e pet shops", comenta Valéria Feitosa, editora da Revista Bem-Estar Animal.

Na terceira edição da produção, o leitor pode encontrar conteúdo que "acompanha a evolução do mercado pet, que está cada vez mais moderno, com produtos na área de nutrição, moda pet, estética", complementa a editora.

Valéria Feitosa comemora a escolha de Fortaleza como sede do evento e lembra que Fortaleza é uma das cidades que se destaca em relação às políticas públicas de proteção para os animais.

"Os cães saíram do quintal. Hoje estão nas salas de estar, e até mesmo nos quartos das famílias brasileiras. É o chamado "fenômeno pet", que é um fenômeno mundial, e o Brasil segue essa tendência", explica Valéria Feitosa, ao comentar a importância de um periódico especializado no segmento.

Exposição

Esta edição da Américas y El Caribe registrou 1.235 cães inscritos. Com isso, torna-se a maior do gênero no Estado desde 2014, quando um evento do Kennel Clube do Ceará reuniu 430 cães. A exposição não acontecia no Brasil há 18 anos, porque ocorre um rodízio das sedes, entre os países envolvidos.

Roberto Bezerra, presidente do Conselho Cinotécnico da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), declara estar muito feliz e considera que Fortaleza ter sido escolhida como sede ajuda no turismo da cidade. "O evento foi divulgado em nível internacional. Foram inscritos cães franceses, russos, espanhóis, etc", completa o presidente.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio compareceu à exibição e comentou sobre a importância de Fortaleza receber a Américas y El Caribe. "Um evento dessa grandiosidade, com uma estimativa de cinco a dez mil pessoas envolvidas, que vem de outros estados e países, é uma oportunidade de apresentar Fortaleza ao mundo. As pessoas vêm para passar de quatro a cinco dias, usufruindo os prazeres da cidade", declara o prefeito.

Roberto Cláudio estava acompanhado da família e revelou a paixão por animais. "Eu sou um criador e amante de cães. Meu pai quem começou, e hoje tem até a minha filha envolvida. É, de fato, uma prazer pode amar e proteger os animais", concluiu o prefeito de Fortaleza.

Família e pets

"O contato das crianças com bichos de estimação ajuda no desenvolvimento delas", disse Felipe Pereira, 33, farmacêutico.

Por esse motivo, Felipe levou o filho Davi, de um ano e dois meses de idade, para conferir a exibição. "Nós já tínhamos cachorro antes dele nascer, então, desde muito novo, eu já busco fazer o contato entre ele e os animais".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.