Exploração sexual

Pontos vulneráveis aumentam nas BRs

01:00 · 16.05.2018

Os pontos vulneráveis à ocorrência de exploração sexual infanto-juvenil nas rodovias federais no Ceará tiveram aumento significativo entre os biênios 2013/2014 e 2017/2018, segundo pesquisa da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no entanto, diferente do informado na edição de terça-feira (15) do Diário do Nordeste, esse crescimento não foi de 92%, mas sim de 1.185%. Isto porque o registro de locais enquadrados nesta condição pela PRF, passou de 14 pontos no primeiro biênio para 180 no atual mapeamento.

Na divulgação dos dados, o Diário do Nordeste foi induzido ao erro pelo uso de uma informação equivocada da própria PRF, em Brasília. Na manhã de ontem, o dado foi retificado pela PRF e o real percentual do crescimento do número desses pontos, esclarecido.

Também, ontem, a PRF no Ceará divulgou nota esclarecendo que os números apresentados em Brasília devem ser interpretados considerando a diferenciação entre pontos vulneráveis e pontos confirmados. Os primeiros são locais que reúnem indicadores de vulnerabilidade e, os segundos, áreas onde foram flagradas situações de exploração sexual. A instituição reforça que durante operações voltadas ao combate deste crime, no biênio 2017/2018, não houve flagrantes de crianças em situação de exploração nesses locais.

O Diário do Nordeste já havia explicitado que os pontos suscetíveis são aqueles que, em algum momento, foi verificado: tráfico de drogas, episódios de prostituição, presença de caminhoneiros, consumo de bebidas alcoólicas, aglomeração de veículos e a falta de vigilância.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.