aterrinho da praia de iracema

Poesia e esperança marcam festa de aniversário da Capital

A comemoração, iniciada antes do pôr do sol, foi encerrada com a leveza do cantor baiano Caetano Veloso

O cantor e compositor Caetano Veloso, emblema da Música Popular Brasileira, fez do público emocionado uma segunda voz na interpretação de canções como "Luz do Sol", "Um Índio", "O Leãozinho" e "Sozinho" ( FOTO: KLÉBER A. GONÇALVES )
01:00 · 14.04.2018 / atualizado às 09:07

Quando completamos nova idade, o que mais queremos é casa cheia. Música, amigos, familiares, sorrisos e toda aquela gente que chega dando abraço e beijo, desejando felicidade, saúde e paz. Nosso humor, se triste, muda. Sentimo-nos queridos. Se a boa energia dos milhares que foram à festa de 292 anos da cidade, ontem, no Aterrinho da Praia de Iracema, for suficiente, Fortaleza viverá um 2018 mais forte, erguida: com mais desse amor que merece, da luz que emana o ano inteiro e da paz saudosa - mas, por esperança, possível.

A festa de aniversário teve início antes mesmo do pôr do sol, às 17h, ao som do rap-reggae da banda Ghetto Roots, responsável pela abertura dos shows das 16 atrações convidadas para compor a programação. Em seguida, os artistas locais Gabriel Aragão, Vitor Calíope, Luh Lívia, Camila Marieta, Paulo Porto, Ludmila Amaral e Adriano Uchôa, sob a direção de Cláudio Mendes, embalaram o show "Para Cantar Fortaleza". Com as areias do Aterrinho da Praia de Iracema repletas de convidados da grande festa, subiu ao palco um dos relevantes nomes do cenário musical contemporâneo da cidade, o cantor Marcos Lessa.

O grave característico da voz deu o tom de canções icônicas como "País Tropical" e "Dunas Brancas", emocionando o público presente, que já aguardava ansioso pela grande e principal atração da noite.

"Eu amo o Caetano, ele é um dos artistas mais incríveis do Brasil. É raro ele vir a Fortaleza, então acompanhar esse show de graça, num ambiente que eu amo nessa cidade, que é a Praia de Iracema, é uma sensação única", comemorou o professor Rafael Lima, 22, que reservou a noite de sexta para comemorar a vida da Capital ao lado do namorado e de amigos.

Com os ponteiros do dia 13 de abril dando as últimas voltas no relógio, então, o aniversário de uma cidade tão querida pelos que a habitam - apesar dos tantos pesares e chagas que a assolam o ano inteiro - assumiu ares de calmaria. O mar, aos poucos, abrandou, como que para fazer mais silêncio e ouvir a primeira canção que fluía de Caetano, como som nato emitido sem esforço: "Luz do Sol".

O músico se apresentaria ao lado dos filhos Moreno, Zeca e Tom Veloso, mas, devido a uma mudança no roteiro, o fez sozinho - o que deu um tom ainda mais intimista ao espetáculo. O emblema da Música Popular Brasileira fez do público emocionado uma segunda voz na interpretação de canções como "Um Índio", "O Leãozinho" e "Sozinho" - sem deixar de saudar a aniversariante. "Parabéns, Fortaleza! É uma alegria estar aqui novamente", sorriu Veloso.

Segurança

Além das musicalidades, a tranquilidade da festa foi garantida por equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) em motocicletas e cavalos, além de 200 agentes da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF). O trânsito e os bloqueios do entorno foram fiscalizados por 30 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), que atuou na orientação dos motoristas ao redor do Aterro. De acordo com o plano operacional divulgado pelos órgãos públicos, os reforços de linhas de ônibus e segurança devem se estender por todo o fim de semana.

Enquete 

Por que celebrar os 292 anos de Fortaleza?

"Eu tenho motivos para comemorar, porque, além de minha cidade natal querida, é das belezas dela que provém meu sustento. Precisamos ter esperança, tirar energia da fraqueza e não desistir nunca de Fortaleza"

Mirian Franco
Guia de turismo

"Apesar de tudo o que tem acontecido, da violência e das injustiças, eu amo Fortaleza. Ela é doce, é literalmente a Terra da Luz, da alegria, de um povo simples e feliz. Acredito que isso tudo é passageiro"

Gastone Figueiredo
Funcionário público

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.