Casa DA MULHER BRASILEIRA

Órgão atende 31 mulheres por dia

Equipamento realizou 1.315 atendimentos em 42 dias de atuação. O local tem programação nesta terça-feira (7)

01:00 · 06.08.2018
 

Importante equipamento no acolhimento de mulheres vítimas de violência doméstica no Ceará, a Casa da Mulher Brasileira, em Fortaleza, já realizou 1.315 atendimentos, em apenas 42 dias de funcionamento. O total equivale a uma média de 31 mulheres atendidas por dia. 

Nesta terça-feira (7), quando são completados 12 anos de vigência da Lei Maria da Penha, o equipamento realizará uma programação com debates e a palestra magna com a farmacêutica Maria da Penha. Desde que foi sancionada, em agosto de 2006, a legislação contribuiu para uma redução de cerca de 10% na taxa de homicídios contra mulheres praticados dentro das residências das vítimas. 

A Casa tem como foco o atendimento a mulheres que sofram qualquer tipo de violência de gênero e não apenas a física, explica a supervisora do Núcleo de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher (Nudem) da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará (DPGE), Jeritza Braga. Entre elas, a violência psicológica, moral, sexual e patrimonial.

O número elevado de atendimentos em pouco tempo, segundo avalia, se dá pelo maior empoderamento da mulher ao longo dos últimos anos, otimizado tanto pela Lei Maria da Penha quanto pelo trabalho realizado pela rede de proteção à mulher no Estado. “Fazemos esse trabalho junto às comunidades, escolas, explicamos o que é a Lei, aonde essa mulher pode procurar ajuda, explicamos o que cada órgão da rede faz, então a gente dá a essa mulher mecanismos, fazemos ela entender que existem escolhas”, destaca

O atendimento integrado da Casa, ainda segundo a defensora pública, também facilitou o acesso das vítimas aos procedimentos necessários, agora realizados todos em um só lugar. “Antes, elas tinham que ir a cada órgão: Defensoria, Delegacia, Juizado; e, muitas vezes, elas se perdiam nesse caminho, não tinham tempo para ir, ou recursos. A partir de agora, ela encontra um local só para ter todo esse auxílio”, diz.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.