Viadutos na Av. Antônio Sales com Eng. Santana Júnior terão 3 níveis de escoamento

Maquete virtual foi divulgada durante a assinatura da ordem de serviço

12:44 · 05.07.2013 por Alan Barros

Os detalhes sobre como irão funcionar os dois viadutos a serem construídos no cruzamento entre as avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Júnior foram divulgados pela Prefeitura de Fortaleza durante a assinatura da ordem de serviço para o ínício das obras na manhã desta sexta-feira.

Uma maquete virtual foi divulgada durante o evento e mostrou que o primeiro dos viadutos servirá para os motoristas que precisarem acessar a Av. Engenheiro Santana Júnior em direção ao Papicu. Já o segundo viaduto vai permitir que os veículos sigam para a Av. Washington Soares

"São dois viadutos que irão ter 300 metros de comprimento. Eles funcionarão em dois níveis. Haverá três níveis de escoamento. Um ao nível do terreno, um outro ao nível do primeiro viaduto e outro ao nível do segundo", explicou o titular da  titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), Samuel Dias.

O secretário lembrou também que a obra vai permitir a desinstalação dos semáforos no cruzamento entre as duas vias e garantiu que, para evitar grandes trantornos no trânsito, as interdições no fluxo de veículos só vão acontecer após os próximos 60 dias, data máxima prevista para o término da obras dos túneis, que interligam a Av. Washington Soares e Av. Rogaciano Leite. O DER garante que conclui os trabalhos até o fim do mês.

"Isso só vai ocorrer nos últimos seis meses de obra. Nos primeiros 60 dias, vamos trabalhar sem nenhum desvio de tráfego", esclareceu Samuel Dias ao ressaltar que serão feitas primeiramente as obras de alargamento da via.

O motorista André Castelar passa todos os dias pela região e acredita que os viadutos desafogarão bastante o trânsito. "Se não atrapalhar o meio-ambiente, está ótimo. Moro perto e, por isso, consigo evitar o engarrafamento algumas vezes, mas nem sempre é possível".

Já o motorista Raimundo Jucá está preocupado com o tempo em que as vias precisarão ficar interditadas. "O transtorno das obras acaba prejudicando bastante o trânsito e interditar esse cruzamento me preocupa".

Obras causarão impacto no Parque do Cocó

Durante o alargamento da Av. Engenheiro Santana Júnior, aproximadamente 90 árvores localizadas no Parque do Cocó precisarão ser derrubadas para dar prosseguimento às obras, segundo o titular do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Compam), Paulo Henrique Lustosa.

Ele explicou que, a cada árvore derrubada, serão plantadas mais três na área para compensar a intervenção. Lustosa afirmou que o alargamento vai avançar sete metros da área do Parque do Cocó em toda a extensão na Av. Engenheiro Santana Júnior entre as vias Antônio Sales e Israel Bezerra.

O titular da pasta, no entanto, revelou que o projeto atualizado dos viadutos irá atingir de forma menos intensa a vegetação do Parque do Cocó em comparação ao projeto antigo, aprovado na última gestão. "Antes, uma das alças do viaduto precisariam passar sobre a vegetação do Parque do Cocó, mas o projeto foi atualizado. Mesmo avançando esses 7 metros, a intervenção não entra na área de preservação de mangue", defendeu Paulo Henrique Lustosa.

Roberto Cláudio diz que a obra não é para a Copa

O prefeito Roberto Cláudio esclareceu que a construção ficará pronta em agosto de 2014 e, por isso, não faz parte do pacote de obras de mobilidade para o Mundial de 2014.

Ele reforçou a importância da obra ao destacar que, em Fortaleza, 6 mil novos carros são emplacados a cada mês. "Essa é uma conta que não fecha. Se a gente tem mais carros, mais gente e não temos uma política inteligente de tráfego e mobilidade, o caminho é termos um trânsito cada vez mais complicado".

Roberto Cláudio também destacou que a construção dos dois viadutos fazem parte da implantação do Bus Rapid Transit (BRT), que ligará o terminal o Antônio Bezerra ao Papicu.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.