Instituto Butantan

UFC convoca voluntários para testes de vacina contra a dengue

Medicamento vem passando por testes no Estado desde julho de 2016. A todo, 153 vagas ainda estão disponíveis para crianças de 2 a 6 anos. Processo de vacinação ocorrerá até dezembro deste ano.

16:33 · 30.08.2018 / atualizado às 16:51
vacina
Vacina testada no Ceará é desenvolvida pelo Instituto Butantan. Em testes já realizados, medicamento gerou eficácia de 85% para os quatro sorotipos do vírus da dengue. ( Foto: Divulgação )

A Universidade Federal do Ceará (UFC) está convocando voluntários para participarem dos testes da vacina contra a dengue realizados no Ceará. São disponibilizadas 153 vagas para crianças de 2 a 6 anos e o processo de imunização ocorrerá até dezembro deste ano. O medicamento, desenvolvido pelo Instituto Butantan, vem passando por testes no Estado desde julho de 2016. Ao todo, 1.177 pessoas com idade entre 2 e 60 anos já foram imunizadas. 

O Núcleo de Medicina Tropical da UFC é um dos 14 centros de pesquisa brasileiros a integrarem os experimentos. A etapa atual é a última fase de testes, que deve acompanhar as pessoas vacinadas por cinco anos. A segunda fase, realizada em São Paulo e nos Estados Unidos, revelou eficácia de 85% para os quatro sorotipos do vírus da dengue. 

Segundo o médico e professor Ivo Castelo Branco, coordenador do Núcleo, os voluntários recebem uma dose da vacina e são acompanhados com visitas periódicas ao longo de cinco anos. Somente depois desse período, será possível avaliar resultados. Castelo Branco afirma que a expectativa é que a eficácia obtida na segunda fase de testes se confirme, possibilitando a distribuição em larga escala da imunização. 

"Existe a probabilidade de a vacina estar disponível nos próximo quatro, cinco anos. Como alguns adultos já foram vacinados, vão completar os cinco anos de observação antes, então a liberação também pode acontecer antes", afirma o médico.

Ivo Castelo Branco explica que a vacina produzida pelo Instituto Butantan tem potencial para superar os resultados da desenvolvida pelo laboratório francês Sanofi-Pasteur, liberada para comercialização no Brasil desde 2016. Conforme o médico, além de gratuito, o medicamento brasileiro tem potencial para gerar maior eficácia do que o francês e oferecer proteção contra todos os sorotipos conhecidos da doença. 

A vacina francesa atingiu apenas 60% de eficiência e só pode ser aplicada em pessoas de 9 a 45 anos que já tiveram dengue. "Além disso, a vacina do Instituto Butatan é uma dose só. A pessoa não precisa tomar múltiplas injeções para ter uma proteção boa", explica o professor da UFC.

Informações

De acordo com o médico, para inscreverem crianças no experimento, pais e responsáveis devem agendar visita ao Núcleo de Medicina Tropical pelos telefones (85) 3023-4323 ou (85) 3366-8252. No dia da vacinação, os pais deverão levar seus RGs, além da certidão de nascimento e cartão de vacinação das crianças. O núcleo disponibiliza ajuda de custo para transporte e lanche. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.