Secretaria da Saúde confirma 10 casos de sarampo no Ceará - Cidade - Diário do Nordeste

Secretaria da Saúde confirma 10 casos de sarampo no Ceará

00h00 | 24.01.2014

Atualizado às 21h40

A Secratária da Saúde do Ceará (Sesa) confirmou que o Estado tem 10 casos confirmados de sarampo. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (24), já foram notificados 75 casos suspeitos, entre os dias  1º e 24 de janeiro, com todos os pacientes confirmados com a doença residentes em Fortaleza.

Dia "D" da campanha de vacinação contra o sarampo acontece dia 1º de fevereiro (Foto: JL Rosa)

 De acordo com a Sesa, os casos confirmados na Capital apresentaram o vírus do sarampo do genótipo D8, um tipo viral que está circulando em vários países, como Inglaterra e Estados Unidos. A transmissão do vírus no país é facilitada pela entrada de estrangeiros, apesar de não ter nenhuma identificação do vínculo entre os casos com o viajantes.

60% dos casos confirmados de sarampo no Estado são menores de 1 ano de idade, portanto pacientes não vacinados. O boletim divulgado nesta sexta também aponta que todos os pacientes confirmados com a doença são do sexo masculino.

Campanha de vacinação para evitar novos casos da doença

Diante das informações apresentadas, a Secretária de Saúde do Estado vai iniciar na próxima segunda-feira (27), a campanha de vacinação contra sarampo em crianças de 6 meses a menores de 5 anos. A campanha começa em Fortaleza, onde surgiram os primeiros casos confirmados.

O dia "D" da campanha acontece dia 1º de fevereiro, com a vacinação ampliada para os postos de saúde dos 14 municípios da Região Metropolitana: Caucaia, Maracanaú, Maranguape, Aquiraz, Eusébio, Pacajus, Horizonte, Pacatuba, Cascavel, Chorozinho, Guaiúba, São Gonçalo do Amarante, Itaitinga e Pindoretama.

Sesa faz ação específica neste sábado (25)

Antes do início da campanha, a Secretaria da Saúde do Estado abrirá as portas neste sábado (25), para vacinar crianças de seis meses a 1 ano contra sarampo, rubéola e caxumba. O atendimento na sede do Sesa (Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema, ao lado do TRE) acontece das 8 às 17h.

A pasta ainda faz um alerta para os sintomas e sinais da doença como febre alta, acima de 38,5ºC, exantema generalizado, tosse, coriza e conjuntivite. As complicações mais comuns aos pacientes são pneumonia, otite, doenças diarreicas e neurológicas. O órgão pede que o calendário de vacinação esteja atualizado, já que a proteção da vacina tem uma eficácia de 97%.

Transmissão da doença

A transmissão do sarampo ocorre de pessoa a pessoa através das secreções respiratórias, como gotículas expelidas ao tossir, falar ou respirar. O período de incubação é, geralmente, de 10 dias, desde a data da exposição até o aparecimento da febre, e cerca de 14 dias até o início do exantema (manchas vermelhas em todo o corpo).

Ceará não registra caso de sarampo desde 1999

O Ceará voltou a registrar caso de sarampo depois de 15 anos. No início do mês, um médico de 27 anos contraiu a doença. O paciente se queixava dos sintomas desde o dia 5 de janeiro, achava que se tratava de dengue. Com a confirmação ficou o alerta, já que o estado de Pernambuco vive um surto da doença. Em 2013, o Estado vizinho registrou 689 suspeitas de sarampo, sendo 138 confirmações.

Uma portaria do Ministério da Saúde publicada no último dia 20, no Diário Oficial da União, instituiu a criação da Comissão Nacional de Especialistas para Eliminação do Sarampo, da Rubéola e da Síndrome da Rubéola Congênita.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999