Polo Varjota

Projeto de polo urbanístico será implantado na Varjota a partir do segundo semestre

Empreendimento deve modernizar as ruas Ana Bilhar e Frederico Borges, que terão calçadas alargadas e fiação de energia elétrica subterrânea

15:19 · 17.02.2017 / atualizado às 15:28
rc
O prefeito Roberto Cláudio se reuniu, nesta sexta, com empresários da Varjota para definir adaptações no projeto e estratégias para mitigar os efeitos da obra durante sua realização, quando o trânsito das vias deve ser bloqueado ou desviado ( José Leomar )

Um dos principais bairros gastronômicos e comerciais da cidade, a Varjota deve passar por uma repaginação a partir do segundo semestre deste ano. Isso porque a Prefeitura de Fortaleza anunciou, nesta sexta-feira (17), a implantação do Polo Varjota, empreendimento que deve modernizar as duas principais vias do local, as ruas Ana Bilhar e Frederico Borges, que terão calçadas alargadas e fiação de energia elétrica subterrânea ao longo de seus 1,5 km de extensão. As intervenções estão previstas para setembro e devem ser concluídas até o final de 2018.

Dadas as diversas alterações a serem feitas no logradouro, o prefeito Roberto Cláudio e sua equipe de secretários se reuniram, nesta sexta (17), com empresários da região para definir adaptações no projeto e estratégias para mitigar os efeitos da obra durante sua realização, quando o trânsito das vias deve ser bloqueado ou desviado. Na área, segundo Rodolphe Trindade, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-CE), há mais de 110 estabelecimentos que empregam diretamente cerca de mil profissionais.

As modificações na Ana Bilhar e Frederico Borges estimularão, principalmente, o deslocamento de pedestres e dos residentes no bairro. Para isso, as duas vias serão pavimentadas com bloquetes e as esquinas terão jardineiras a fim de orientá-los no uso da faixa de pedestres. O cruzamento das duas ruas também será elevado, com calçadas e pavimento no mesmo nível. Elas receberão árvores para alívio térmico, nova iluminação e ciclofaixa. Outra novidade nesses locais será a instalação de parklets, mini-praças construídas originalmente sobre vagas para carros.

Toda a intervenção será financiada pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Os valores oficiais, porém, não serão divulgados até que o projeto esteja finalizado.

Estacionamento

Apesar de aprovarem as medidas, os empresários que possuem lojas na região ainda reclamam do histórico problema de estacionamento no bairro, uma vez que a ampliação da área de lazer implica na redução das vias de acesso. Roberto Cláudio afirmou que incentivará o uso de estacionamentos privados.

No futuro, garantiu o chefe do Executivo, serão discutidas ainda ações e atividades para tornar o espaço mais atrativo para o público fortalezense, além da distribuição dos serviços de limpeza e segurança e como minimizar os efeitos do comércio informal na área. Uma nova reunião foi marcada entre os empresários e a Prefeitura para o dia 7 de março.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.