NEGOCIAÇÃO

Professores fazem concentração à espera de nova proposta da Prefeitura

A categoria está de greve contra a proposta de reajuste do piso

11:18 · 02.05.2018

Na manhã desta quarta-feira (2), cerca de 1500 professores, segundo a organização, se reuniram em frente à Câmara Municipal de Fortaleza para aguardar a nova proposta do piso salarial da Prefeitura. A categoria está de greve desde o dia 18 de abril exigindo reajuste de 6,81% na folha de pagamento, previsto na legislação estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC). 

Segundo o diretor do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sintdiute), Wellington Monteiro, "nós estamos esperando, porque segundo a nossa assembleia de sexta-feira (28), o líder do prefeito ligou para o Sindiute dizendo que na quarta-feira (hoje) a Câmara ia formular uma nova proposta". O sindicalista informou ainda que hoje a proposta será apenas apresentada, e que ainda passará por análise da assembleia de professores.  

Monteiro explica como o processo de avaliação da proposta ocorrerá: "Nós estamos aguardando que essa proposta apareça, mas hoje não vai ser decidido nada. Vindo essa proposta hoje, amanhã (3) de manhã e à tarde nós vamos participar dos anais, três anais pela manhã e três no período da tarde, e neles que nós vamos estudar essa proposta. Então na sexta-feira (4) de manhã, lá na praça da imprensa, nós vamos ter nossa assembleia para decidir: acatar a proposta ou continuar a greve".  

Segundo ele, a greve não é benéfica para nenhuma parte, professores, alunos ou prefeitura, mas a categoria quer apenas a garantia de direitos para que o calendário seja reestabelecido: "O interesse da categoria era terminar essa greve o quanto antes, mas com uma proposta que fosse interessante para nós. Toda greve é pesada para a comunidade, para o professor. Vamos ter que repor todos esses dias adiante", completa. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.