PREOCUPAÇÃO

Procura por vacina da H1N1 gera longas filas em clínicas particulares

Na próxima segunda-feira (23), a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) vai iniciar a campanha de vacinação para grupos de risco

Numa clínica da Aldeota, havia uma fila enorme que dobrava o quarteirão por volta das 7h da manhã ( Foto: VCRepórter/WhastApp )
10:41 · 19.04.2018 / atualizado às 14:30

A procura pela vacina contra a influenza A gerou enormes filas em clínicas particulares. Em uma delas, localizada na Aldeota, havia uma fila enorme que dobrava o quarteirão por volta das 7h da manhã. Lá, as doses da vacina tetravalente, que seriam usadas durante todo o ano acabaram em apenas dois dias. O estoque deve ser renovado na próxima terça-feira (24). 

Na próxima segunda-feira (23), a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) vai iniciar a campanha de vacinação contra a H1N1, mas apenas serão imunizados os grupos de risco, como comunidades indígenas, profissionais de saúde, idosos e crianças de até 5 anos.

Na clínicas de vacinação da Aldeota, a dose da trivalente, que ainda está em estoque, custa R$ 120,00. As doses de tetravalentes para crianças permanecem em número normal, ao contrário da disponível para adultos, que só restavam 200 ampolas. Nas filas, quem esperava tinha dúvidas e incerteza sobre conseguir a dose, mas a quatidade de pessoas só diminuiu após as senhas distribuídas se esgotarem.

H1N1

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.