Damas Cortejam

No Carnaval de Fortaleza, grupo destaca composições sobre a mulher

“O projeto foi idealizado e é realizado apenas por mulheres e busca destacar e questionar, de forma lúdica e provocativa, o lugar atual da mulher na sociedade e nos campos da arte e da cultura", diz a integrante Sâmara Gurgel

10:02 · 12.02.2018 / atualizado às 15:18 por Agência Brasil
Damas Cortejam
Grupo Damas Cortejam têm no repertório músicas sobre o universo feminino. ( Thamila Santos/Damas Cortejam/Divulgação )

Nomes e histórias de mulheres permeiam as canções executadas pelo grupo percursivo Damas Cortejam, uma das atrações desta segunda-feira (12) de Carnaval em Fortaleza. As 11 integrantes se apresentam no polo do Benfica, um dos nove pontos com atrações da folia no Ciclo Carnavalesco.

Formado em 2011 e ativo no carnaval desde 2016, o Damas Cortejam tem a proposta de exaltar composições que falem do universo feminino. No repertório, estão músicas como Maria da Vila Matilde, de Elza Soares, e Tigresa e Vaca Profana, de Caetano Veloso.

“O projeto foi idealizado e é realizado apenas por mulheres e busca destacar e questionar, de forma lúdica e provocativa, o lugar atual da mulher na sociedade e nos campos da arte e da cultura. Especificamente no carnaval, é mais ressaltado o tema de violência contra a mulher, sobretudo o assédio e o abuso sexual, uma vez que se trata de um período em que a objetificação do corpo da mulher está em tudo”, diz Sâmara Gurgel, uma das integrantes.

O nome Damas Cortejam brinca com o próprio sentido da palavra cortejo, que pode significar galantear ou o percurso feito pela rua por músicos que seguem cantando e tocando. A escolha envolve as posições que toda mulher pode ocupar: a de cortejar e a de estar nas ruas ou onde ela quiser.

“Quisemos fazer um contraste dessa expressão com a palavra dama, que faz alusão a um tempo em que às mulheres não era permitido estar ativamente na vida social, do trabalho e artística. Para nós, a importância é de demarcar o deslocamento de um lugar de passividade, de objeto de satisfação do desejo do outro para uma posição ativa, atenta e atuante quanto aos seus interesses e suas possibilidades de estar no mundo”, destaca Sâmara.

Confira a programação desta segunda-feira:

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.