Princípio da pluralidade

MPF apura irregularidades em disciplina sobre "Golpe de 16" na UFC

Segundo o órgão, criação do módulo pode ferir princípio da pluralidade; a UFC afirma que ainda não foi notificada sobre a ação

18:35 · 05.04.2018 / atualizado às 18:46
ufc
Disciplina "Tópicos Especial em História 4: Golpe de 16 e o futuro da democracia" passou a ser ofertada pela UFC neste ano. Aulas tiveram início no último mês de março. ( Foto: Alex Costa )

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF) anunciou, nesta quinta-feira (5), que irá apurar "possíveis irregularidades" na implantação da disciplina "Golpe de 16 e o Futuro da Democracia no Brasil" na Universidade Federal do Ceará (UFC). 

Segundo o procurador da República Oscar Costa Filho, responsável pelo procedimento, a ação tem por objetivo checar se o módulo, que faz parte do programa do Departamento de História da instituição, fere o princípio da pluralidade.

"A universidade deve ser plural. Ela não pode assumir uma postura de unicidade de saber, facciosa e partidária", afirmou Costa Filho. "Essa disciplina vai mostrar um assunto de natureza política e institucional a partir de uma só leitura. Quem entrar vai ver o tema por uma só lente, mas deviam ser todas as lentes", acrescentou.

Conforme o procurador, o MPF deve se reunir no próximo dia 12 de abril com o reitor da Universidade, Henry de Holanda Campos, e o chefe do Departamento de História, professor Francisco José Pinheiro, para obter mais informações sobre a disciplina. 

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da UFC informou que a instituição ainda não foi notificada oficialmente sobre o procedimento instaurado no MPF e, portanto, não irá se manifestar sobre o assunto, por enquanto. 

A disciplina "Tópicos Especial em História 4: Golpe de 16 e o Futuro da Democracia" passou a ser ofertada pela UFC neste ano. As aulas tiveram início no último mês de março. 

Além da instituição, outras universidades brasileiras, como a Universidade de Brasília (UnB), anunciaram a criação de módulos com foco no mesmo tema. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.